sexta-feira, 24
 de 
setembro
 de 
2021

Novo decreto flexibiliza a retomada das atividades comerciais na RMC

Presidente da Assomec deliberou um novo decreto com os demais prefeitos da RMC. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de Fazenda Rio GrandeApós algumas semanas com medidas de restrições às atividades comerciais, foi formulado, na última quarta-feira, um novo decreto metropolitano flexibilizando a volta dos serviços considerados não essenciais. O documento foi proposto pela Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec) e terá validade até o próximo dia 1º de agosto.

Em mais uma rodada de reuniões por meio de videoconferência, prefeitos de toda a região, representantes de órgãos públicos e da sociedade civil debateram sobre a flexibilização da reabertura do comércio. Entre as principais mudanças, está a volta do atendimento dos estabelecimentos comerciais em geral das 10 às 18 horas, sendo autorizado também o funcionamento de shopping centers das 12 às 20 horas, a realização das feiras livres, de segunda a sábado, a retomada das atividades das academias de segunda a sábado, com obediências às regras sanitárias. Outra autorização emitida é a realização de missas e cultos religiosos com assembleias presenciais, de segunda a sexta-feira, respeitando a capacidade de 30% dos espaços.

Por outro lado, seguem com restrições o funcionamento de clubes, salões de festas e tabacarias. Estão suspensas ainda as atividades de super e hipermercados aos domingos. Segue proibida a comercialização de bebida alcoólica diariamente entre as 22 horas e às 6 horas. Bares e estabelecimentos congêneres podem retornar as atividades de segunda à sexta-feira, das 10 às 18 horas. As distribuidoras de bebidas também estão permitidas a funcionarem no mesmo horário dos supermercados, de segunda a sábado.

Para o prefeito de Fazenda Rio Grande e presidente da Assomec, Marcio Wozniack, as medidas adotadas visam a retomada das atividades econômicas, no entanto, garantindo a proteção à vida. “Não estamos voltando à normalidade, mas sim flexibilizando determinadas atividades. Este cenário pode ser progressivo, mas depende da participação de toda sociedade na prevenção. Essa briga é de todos nós e somente vamos vencer se houver união e se cada um fazer a sua parte”, ressalta.

Apesar do decreto metropolitano, cada prefeitura pode fazer adequações pontuais conforme a realidade do município. Os novos documentos estão disponíveis nas páginas oficiais das prefeituras na internet.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email