sexta-feira, 1
 de 
julho
 de 
2022

Maior controle do dinheiro público

Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR)/Foto: DivulgaçãoMesmo passando por momentos nebulosos, como foi o caso da construção de um anexo e o suposto envolvimento de um conselheiro com oscip da área de saúde, o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) tem procurado cumprir com seu papel de fiscalizador e controlador dos gastos públicos. A mais recente mostra de ação do órgão foi a divulgação da investigação junto a prefeituras e câmara municipais por suspeita no desvio de recursos para gastos com combustíveis e diárias de servidores. Nos dois casos o TCE utilizou-se de um programa chamado Procedimento de Acompanhamento Remoto (Proar), que permite a identificação, online e em tempo real, de falhas na administração das contas públicas.
O órgão fiscalizador informou que 1 milhão de litros de combustíveis foram identificados como gastos por 1.790 veículos de 43 entidades sem que houvesse variação no hodômetro e horímetro. As prefeituras teriam pago por combustível usado em veículos que não saíram do lugar, ou seja, não rodaram. O programa utilizado pelo TCE nesse caso do combustível é o mesmo que foi usado para mostrar a farra das diárias, onde verificou-se que prefeituras e câmaras de vereadores abusaram do pagamento de diárias, caracterizando gastos irregulares.
Essa nova postura do Tribunal de Contas, colocando na defesa mais de 40 prefeituras, câmaras e entidades, serve como freio para a má aplicação dos recursos públicos e nos desvios que infelizmente continuam marcando negativamente as contas públicas no país e no nosso estado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email