segunda-feira, 23
 de 
maio
 de 
2022

Linhas metropolitanas terão reajuste na tarifa a partir de junho

Passagem de Contenda para a capital ficará R$ 1,10 mais cara/Foto: O RegionalAs tarifas das linhas integradas de quatro municípios da região metropolitana vão passar de R$ 3,30 para R$ 4,40 a partir de junho, para deslocamento até Curitiba. Para o retorno, a tarifa continua sendo de R$ 3,30. O reajuste vai atingir as linhas integradas de Bocaiúva do Sul, Itaperuçu, Contenda e Rio Branco do Sul.
Conforme nota divulgada pelo governo do estado, a medida foi necessária para garantir o equilíbrio financeiro, a integração da rede e para permitir melhorias no sistema. De acordo com a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), o cálculo da tarifa leva em conta o índice de passageiros por quilômetro e o deslocamento desses quatro municípios até Curitiba que é de cerca de 40 quilômetros.
O novo valor pode ser pago em dinheiro ou vale transporte em papel. O usuário que carregou crédito no cartão da Urbs até à zero hora do dia 6 de fevereiro (no valor de R$ 2,85) poderá utilizar até dia 6 de agosto, em todas as catracas urbanas e metropolitanas integradas, tanto para ir quanto para voltar.
O governo anunciou também que a partir de junho devem entrar em operação ônibus articulados em Itaperuçu e Rio Branco do Sul, na expectativa de melhorar a oferta de transporte nos horários de pico. Os ônibus convencionais comportam em média 80 pessoas, enquanto os articulados têm capacidade para atender 150. Os novos ônibus serão ofertados apenas nos horários de pico, quando a demanda de passageiros é maior.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email