terça-feira, 22
 de 
junho
 de 
2021

IBGE abre inscrições para contratar profissionais para atuarem no Censo

IBGE abriu uma série de vagas para profissionais atuarem no Censo em cidades do suleste paranaense. Foto: Arquivo/O RegionalO Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) lançou o edital para o concurso visando a admissão de profissionais para o Censo Demográfico 2021. Ao todo, são 204.307 vagas temporárias, das quais 181.898 são para o cargo de recenseador, outras 16.959 para agente censitário supervisor (ACS) e 5.450 para agente censitário municipal (ACM).

Para as cidades locais, estão previstas 287 postos para recenseador, 11 para ACM e 25 para ACS. As inscrições para os cargos de agente censitário municipal e agente censitário supervisor começam hoje e seguem até 15 de março, ao valor de R$ 39,49, enquanto para recenseador, o período começa em 23 de fevereiro e se estende até 19 de março, com a taxa de R$ 25,77. Ambas podem ser feitas pelo site do Cebraspe.

De acordo com o IBGE, as contratações são temporárias, com possibilidade de renovação. “As vagas são temporárias e os contratos terão duração prevista de três meses para a função de recenseador e de cinco meses para ACM e ACS, podendo ser renovados de acordo com as necessidades do IBGE e a disponibilidade orçamentária. A contratação temporária é regida pela Lei nº 8.745/1993”, informou.

Os recenseadores são os profissionais que visitarão todos os domicílios do país, entrevistando seus moradores, e serão remunerados por produtividade, em conformidade com a quantidade de residências visitadas e pessoas recenseadas, considerando ainda a taxa de remuneração de cada setor censitário, o tipo de questionário preenchido e o registro no controle da coleta de dados. No hotsite do Censo 2021 estará disponível um simulador em que os candidatos poderão estimar a remuneração a ser obtida, com base nos valores pagos por setor censitário nas diferentes localidades do país.

No caso de ACM e ACS, o salário varia de R$ 1.700 a R$ 2.100. As duas funções estão no mesmo processo seletivo e exigem escolaridade de nível médio completo. Para as vagas de nível médio, os mais bem colocados em cada município ocuparão a vaga de ACM, que será o responsável pela coordenação da coleta do Censo 2021 naquela cidade e o ACS supervisionará as equipes de recenseadores. As remunerações dessas duas funções são de R$ 2.100 para ACM e R$ 1.700 para ACS, com jornada de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias.

Os cargos de ACS e ACM também terão direito a auxílio-alimentação, auxílio-transporte, auxílio pré-escola, férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação em vigor e conforme o estabelecido no edital.

Provas – As provas serão realizadas em todos os municípios onde houver vagas e serão aplicadas no dia 18 de abril para ACM e ACS, e no dia 25 de abril para recenseadores. Os candidatos a ACM e ACS farão prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Raciocínio Lógico Quantitativo, 5 questões de Ética no Serviço Público, 15 questões de Noções de Administração /Situações Gerenciais e 20 questões de Conhecimentos Técnicos. O conteúdo programático está disponível no edital, enquanto os concorrentes a recenseador farão prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Matemática, 5 questões sobre Ética no Serviço Público e 25 questões de Conhecimentos Técnicos.

Quadro de vagas para o Censo 2021

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email