terça-feira, 15
 de 
junho
 de 
2021

Governo vai aplicar R$ 2,6 bilhões em obras de infraestrutura no Paraná

Anúncio de novos investimentos foi realizado pelo governador em videoconferência e visa desenvolvimento do Estado. Foto: Rodrigo Felix Leal/AENO governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou durante reunião por videoconferência com dirigentes do Sistema Ocepar, na última terça-feira, o investimento de aproximadamente R$ 2,6 bilhões em infraestrutura no Estado.

Parte do montante, cerca de R$ 600 milhões, será aplicada diretamente na modernização da malha rodoviária paranaense. O foco é ampliar a capacidade de transporte de cargas e, consequentemente, alavancar a economia do Paraná.

Segundo o governador, os recursos virão da conclusão de dois empréstimos, sendo um deles de R$ 1,6 bilhão, que está em fase final de tramitação no Tesouro Nacional. A expectativa, ressaltou o governador, é que seja liberado até o fim de julho. “O cronograma de investimento para transformar o Paraná na central logística do Brasil está mantido, apesar da pandemia de coronavírus e da queda na receita. As obras começam ainda neste ano”, destacou.

A previsão é que o montante seja dividido em quatro grandes ações: infraestrutura rodoviária (R$ 600 milhões), Programa Litoral (R$ 600 milhões), Segurança Pública (R$ 300 milhões) e Agricultura (R$ 100 milhões). O restante, cerca de R$ 1 bilhão, vai ser aplicado diretamente nos municípios. Aproximadamente R$ 400 milhões virão do próprio orçamento da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, e a outra parte, estimada em R$ 600 milhões (US$ 118,3 milhões), foi obtida por empréstimo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Ratinho Junior reforçou ainda que a intenção é fomentar o desenvolvimento das cidades, ajudando a gerar emprego e renda em todas as regiões. “Uma maneira importante de minimizar os impactos da pandemia do novo coronavírus”, disse.

O governador reiterou ainda que os recursos foram disponibilizados ao Estado porque o Paraná atende os parâmetros da Lei de Responsabilidade Fiscal, tem capacidade de endividamento e selo de bom pagador.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email