domingo, 22
 de 
maio
 de 
2022

Governador assina novo decreto e libera circulação sem uso de máscaras em ambientes fechados

Governador Ratinho Junior comentou que a medida foi tomada graças aos esforços de todos no combate e prevenção ao coronavírus. Foto: José Fernando Ogura/AEN

Decisão leva em consideração a situação estável da circulação do vírus que provoca a Covid-19 no Estado

Um novo decreto foi assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta terça-feira (29) para liberar a circulação de pessoas sem máscaras em locais fechado. A decisão revoga os dispositivos da norma anterior e mantém a orientação para a Secretaria de Estado da Saúde regulamentar o uso em alguns espaços internos, como transporte público, espaços de saúde e clínicas, com caráter de recomendação.

A medida já está em vigor e leva em consideração a situação estável da circulação do vírus que provoca a Covid-19 no Estado, com internamentos, óbitos e taxa de transmissão em queda consistente há algumas semanas. A alteração é um complemento da flexibilização do uso do equipamento de proteção individual em locais externos, assinada em 16 de março.

O governador Ratinho Junior comentou sobre a decisão, tomada 23 meses depois da instituição da obrigatoriedade do uso do item.  “Quase dois anos após a implementação da regra das máscaras, finalmente chegamos ao momento que podemos tirar a imposição do uso das máscaras também em ambientes fechados. Essa conquista só foi possível porque o paranaense aderiu em massa a nossa campanha de imunização e também sempre respeitou as medidas sanitárias nos momentos mais críticas. É uma conquista de todos os paranaenses”, afirmou.

Na região, as prefeituras informaram que seguirão a medida do Estado e que já estão formalizando decretos para liberar a circulação sem máscaras em ambientes fechados.

Números – No Paraná, quase 80% da população está com a cobertura vacinal completa e mais de 4 milhões de pessoas receberam a dose de reforço. Houve ainda uma redução no número de mortes e de casos mais graves da doença. A média móvel de casos caiu 54% em relação há duas semanas, com a média de mortes caindo 75% no mesmo período, e a ocupação nas UTIs está em 33% e a taxa de transmissão é de 0,92, abaixo de 1, com tendência de queda.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email