quarta-feira, 10
 de 
agosto
 de 
2022

Fim de ano: atenção redobrada em golpes no comércio e furtos nas casas

Comerciantes devem ficar atentos para evitar prejuízos nas vendas de fim de ano/Foto:O RegionalA época de final de ano é de intensa movimentação. O comércio tem um aumento significativo nas vendas e as viagens também acompanham este crescimento. Toda esta mudança também é acompanhada de perto pelos criminosos, que aproveitam descuidos para cometer estelionatos e furtos.
Em Quitandinha, três pessoas foram presas na última sexta-feira ao passarem cheque falso no comércio. Em um dos estabelecimentos comerciais, eles realizaram compras no valor de R$ 480,00 e pagaram com um cheque pertencente a Neves da Fonseca. Após obter êxito inicialmente, foram até outro comércio onde funcionários desconfiaram e acionaram a Polícia Militar, que encontrou outros cheques em branco assinados e realizou a prisão em flagrante. “Somente conseguimos realizar esta prisão e recuperar os produtos, que haviam sido comprados com cheque falso, através de denúncia. Os comerciantes devem ficar atentos”, destacou o comandante do Destacamento da Polícia Militar de Quitandinha, Sargento Rudnilson Witt.
Para os comerciantes, vários cuidados devem ser reforçados, principalmente nesta época, em que os empreendimentos estão lotados e os criminosos aproveitam a distração para efetuar pequenos furtos. Há aqueles ainda que repassam notas e cheques falsos. “As pessoas precisam verificar se as notas são verdadeiras e se os cheques têm fundo, pegar cópias de documentos com foto de quem está passando e ao desconfiar, acionar imediatamente a polícia”, reitera Rudnison.
Além do comércio, os meliantes também observam as casas que ficam sozinhas no final de ano. Para evitar ações criminosas, os proprietários devem sempre avisar os vizinhos de confiança para cuidarem da casa, além de verificarem se as portas e as janelas estão trancadas. “Muitas pessoas deixam as luzes das casas acesas, as quais ficam durante o dia e a noite ligadas, isso é um grande sinal para os meliantes, com isso alguém deverá ir lá e apagar. Outra medida simples, é pedir para que alguém retire os jornais e correspondências que ficam acumuladas. Os cadeados dos portões devem ser deixados para o lado de dentro do imóvel”, orienta Rudnilson.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email