quarta-feira, 10
 de 
agosto
 de 
2022

Fazenda Rio Grande debate ações para novo plano diretor

Deputado Toninho Wandscheer foi uma das autoridades presentes no evento realizado na última sexta-feira/Foto: Blog do ToninhoO plano diretor é um documento elaborado, de forma obrigatória, a cada dez anos pelas prefeituras. Através deste documento, o poder público planeja como será o desenvolvimento da cidade neste período e quais são os próximos desafios a serem enfrentados.
Na última sexta-feira, em evento promovido pela Acinfaz, foi realizado mais um debate sobre o plano diretor de Fazenda Rio Grande. O último projeto neste sentido foi elaborado em 2006, quando a cidade contava com um orçamento de R$ 74 milhões, sendo que hoje este valor atinge R$ 180 milhões. A população também aumentou de forma considerável e atualmente estima-se que a cidade possua em torno de 120 à 130 mil habitantes, apesar do IBGE apontar que sejam 92 mil. Entre os temas debatidos, estão a construção de parques e praças, a dificuldade de espaço para edificação de escolas, os cerca de 3 mil domicílios com esgoto a céu a aberto e a capacidade hídrica que está no limite.
Presente no evento, o professor da UFPR, arquiteto, urbanista especialista em planejamento urbano e também responsável pelo plano do município em 2006, Luiz Henrique Fragomeni, reiterou que algumas demandas devem ser revistas, como melhorias na mobilidade urbana, com o alargamento de ruas, criação de binários, implantação de ciclovias, acessibilidade, a construção de um novo terminal, maior legislação na construção de novos condomínios residenciais e loteamentos. “Fazenda Rio Grande sofreu uma transformação avassaladora. Antes as pessoas conheciam seu bairro, hoje elas têm dificuldade de conhecer onde moram”, explicou Fragomeni.
O deputado Toninho Wandscheer, que era o prefeito da cidade quando foi elaborado o último plano diretor, participou do evento e destacou o forte crescimento que o município teve nestes anos. “Naquela época já ouvíamos a sociedade. Pensamos em questões importantes, como a BR 116, como prever a construção de novos eixos de transporte coletivo, priorizar a instalação dos novos empreendimentos ao longo da rodovia e o novo terminal rodoviário”, lembra Toninho. “Houve uma mudança importante nesse processo direcionada por esse plano. Muitos pensam que o plano diretor simplesmente é dividir a cidade e não é só isso, tem que ter direcionamento. Agora é preciso levar em conta o que aconteceu, analisar o que deu certo e alterar o que precisa. Todos nós queremos um futuro importante para a cidade. Estarei sempre disposto a colaborar e a trabalhar pelo desenvolvimento”, destacou o deputado.
Também estiveram presentes no evento o prefeito Marcio Wozniack, técnicos da prefeitura, vereadores, empresários e comerciantes

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email