sexta-feira, 1
 de 
julho
 de 
2022

Famílias rurais de Fazenda Rio Grande, Lapa e Rio Negro recebem novas moradias

Lapa teve 14  famílias beneficiadas com o programa de habitação rural/Foto: DivulgaçãoO sonho da casa própria segura e digna se tornou realidade para mais 30 famílias da área rural na região, que receberam na última semana as chaves das novas residências. As moradias foram construídas em uma parceria da Cohapar, com recursos do Programa Nacional de Habitação Rural, do governo federal, o qual beneficia moradores com renda anual de até R$ 15 mil, sendo que cada família contemplada irá pagar pelo imóvel apenas quatro parcelas de R$ 285,00 anual.
Em Fazenda Rio Grande, a entrega das chaves das oito novas moradias aconteceu no último dia 24. O casal Francisco Leonel Ferreira e Margarida Ferreira está entre os beneficiados. Eles realizaram a primeira mudança após 40 anos juntos, ao saírem da antiga casa de madeira deixada pelos pais de Francisco. “Nós sempre vivemos na roça e gostamos daqui. Com essa casa nova, então, tenho a certeza que quero passar o resto da minha vida aqui”, comemorou o agricultor. O prefeito Marcio Wozniack salientou a importância deste investimento para as famílias da área rural. “Nós conhecemos de perto a realidade destas famílias e sabemos que são pessoas que realmente precisavam e mereciam um projeto como esse”, declarou.
Já na Lapa, foram entregues oficialmente na última sexta-feira 14 residências. Os beneficiários também receberam folheto com orientações sobre o uso e cuidado com as novas moradias. “É muito satisfatório ver a alegria no rosto de cada uma destas pessoas. Isso mostra todo o esforço da prefeitura e dos governos federal e estadual para realizar este sonho. Além de dignidade para os moradores, as novas casas também representam a valorização da agricultura familiar, prática esta que a prefeitura busca valorizar mais a cada dia”, ressaltou a prefeita Leila Klenk.
Em Rio Negro, a entrega das 8 casas também aconteceu na última sexta-feira. Entre os beneficiários está o casal Maristela do Carmo Taborda Avelino e Elisandro Avelino. Eles moravam em uma casa cedida pela família, já que não tinham condições de pagar aluguel. “Meu esposo trabalha por dia, por isso não temos um dinheiro certo no fim do mês. Nós não tínhamos condições de construir uma casa como esta”, contou Maristela.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email