sábado, 29
 de 
janeiro
 de 
2022

Família de motociclista morta em acidente de trânsito em Fazenda Rio Grande pede justiça

Família da vítima esteve no local do acidente no último domingo e pediu justiça

A família da motociclista Lilian de Lima Pinheiro, morta após ter sua moto atingida por um carro em um cruzamento em uma área central de Fazenda Rio Grande, fez um protesto na manhã do último domingo.

Imagens de um centro comercial localizado na região filmaram o acidente e reforçam a hipótese de um racha. A filha da motociclista, Ariane Pinheiro de Barros, participou do ato e pediu justiça pela morte da mãe.

“A gente quer que a justiça seja feita e que esse homem pague pelo que fez. Que seja feita justiça. Ele tirou a vida da minha mãe, tirou ela de mim, impossibilitando-a de conhecer seu neto”, pediu com indignação a jovem.

De acordo com Fabiana Lima, irmã da vítima, indícios dão conta que o motorista participava de um racha e que estaria embriagado. “Ele [o motorista] estava uma uma proibição de circulação no estado de Santa Catarina. Queremos que a justiça o condene, pois temos provas suficientes de que ele estava embriagado”, disse.

Após o registro do acidente, o motorista que dirigia um Jetta não permaneceu no local e pouco depois se apresentou na delegacia da cidade.

Caso – Lilian de Lima Pinheiro morreu após ser arremessada da moto que pilotava, no último dia 22. Por volta da meia noite, a moto Honda CG foi atingida por um Jetta, no cruzamento da Avenida Paraná com a rua Francisco Claudino dos Santos, no bairro Pioneiros, em Fazenda Rio Grande.

Populares que presenciaram a ocorrência afirmaram que o condutor do veículo teria furado a preferencial e atingido a moto.



 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email