segunda-feira, 29
 de 
novembro
 de 
2021

Estudantes relatam o sentimento do retorno às atividades presenciais

Illan Gassner fala sobre a alegria com o retorno às salas. Foto: Arquivo/O Regional

Anualmente, em 11 de agosto, é celebrado o dia do estudante, com o intuito de incentivar o acesso à educação e estimular o processo de aprendizagem. E neste ano, a data é comemorada de uma maneira diferenciada, após cerca de um ano e meio de aulas presenciais suspensas e a adoção do sistema remoto de ensino em função da pandemia.

O retorno gradativo às salas de aula vem tornando o momento especial para muitos estudantes que, além de toda a dedicação com os conteúdos didáticos, também estão intensificando os cuidados que o cenário pandêmico impôs. Mesmo em meio à realidade ainda desafiadora, a expectativa de toda a comunidade escolar local é de que tudo possa voltar ao normal e acolher todos os estudantes novamente.

Estar em contato com o colegas e professores é agora um sinônimo de esperança para o jovem Illan Gassner, estudante do Colégio Frederico Guilherme Giese, de Piên. “A rotina vem sendo com muita disposição, alegria e, principalmente, esperança para que tudo volte ao normal”, conta Illan, enaltecendo que ensino presencial é uma peça fundamental para aprimorar os conhecimentos e a aprendizagem. “Não que o remoto seja ruim, mas no ensino presencial se torna mais fácil, pois qualquer dúvida os professores estão do teu lado para te orientar. É importante este contato”, relata.

Aluna do Colégio Desembargador Jorge Andriguetto, de Fazenda Rio Grande, Amanda Correia da Costa dos Santos relata o sentimento de estar presencialmente em sala de aula. “Sentia falta de estar com professores e colegas de classe e, agora, acaba sendo até mais motivador estudar, quando se tem pessoas te incentivando de perto. Minha rotina de estudos vem sendo fácil até mais prática com acompanhamento dos professores presencialmente do que pelo Meet, minha compreensão nas aulas vem tendo um desempenho muito bom”, detalha.

Amanda reforça que também optou por voltar ao sistema presencial como forma de intensificar os estudos. “Optei por presencial pois sentia falta da concentração que eu tinha dentro do colégio, isso faz toda a diferença”, reforça.

Amanda relata a importância do ensino presencial. Foto: Arquivo Pessoal

A secretária de Educação de Tijucas do Sul, Denise Rocha, detalha a retomada do ensino presencial no município. “A volta às aulas está acontecendo no modelo híbrido, com parte dos estudantes nas salas de aula e outra parte, em casa”, explica Denise, reforçando o papel da escola na formação dos estudantes. “Nosso propósito é que a escola seja um lugar divertido e agradável para estar, por mais responsabilidades que se tenha dentro dela, o lúdico deve estar sempre presente, os jogos, a música, as brincadeiras. Neste momento, os pais devem ser um grande aliado da escola, e essa aproximação é fundamental para que tudo dê certo, tanto em relação aos cuidados necessários para que a pandemia se mantenha controlada, como para que as questões emocionais das crianças possam ser trabalhadas. O professor é uma figura fundamental, é o que está mais próximo fisicamente e emocionalmente da criança, é ele que ela irá procurar se sentir-se insegura ou desconfortável”, finaliza.

 



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email