sábado, 29
 de 
janeiro
 de 
2022

Estado inicia entrega do Cartão Comida Boa

Cartão permite a compra de itens de necessidades básicas para atender as famílias em situação de vulnerabilidade social. Foto: Geraldo Bubniak/AEN

O Governo do Estado deu início, na última quarta-feira, à distribuição dos cartões do programa Comida Boa para as prefeituras dos 399 municípios paranaenses. Eles serão entregues a cerca de 90 mil famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social e serão carregados com R$ 80 todos os meses para a compra de itens de necessidades básicas.
Poderão receber o montante as famílias em situação de pobreza, com renda familiar mensal per capita entre R$ 100 e R$ 200, ou extrema pobreza, que possuem renda familiar mensal per capita de até R$ 100, desde que não sejam beneficiárias do programa de transferência de renda federal. O benefício será concedido através de cartão magnético, que terá recarga mensal no dia 25 de cada mês, no valor de R$ 80,.
O secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, reforçou o empenho do Estado em atender as famílias que mais precisam. “Esta semana chegam a todas as cidades do Paraná quase 90 mil unidades do Cartão Comida Boa. É um programa de socorro, de R$ 80 para que as famílias possam comprar alimentos. Não estamos medindo esforços para que estes recursos cheguem o quanto antes para as famílias que mais precisam”, explicou.
O cartão não possibilita o saque dos valores, e sim a utilização direta em estabelecimentos credenciados, que podem ser consultados no site www.justica.pr.gov.br/ComidaBoa. É proibida a aquisição de bebidas alcoólicas e cigarro.
A Secretaria oriente que os cartões sejam distribuídos através dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), mas os municípios têm autonomia de definir os locais de entrega e informá-los à população. A cada 90 dias será gerada uma nova lista de beneficiários, onde serão verificados se a família atende aos critérios de habilitação e quem continuar atendendo aos critérios permanecerá com a recarga mensal do cartão, ao mesmo tempo em que aqueles que não estiverem mais enquadrados terão o cartão cancelado.
Os recursos a serem distribuídos são do Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná (Fecop) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento(BID). Nos primeiros meses, a execução também terá a colaboração do Fundo para Infância e Adolescência (FIA) para as parcelas das famílias com crianças e adolescentes.



 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email