terça-feira, 28
 de 
maio
 de 
2024

Escola Santa Isabel desenvolve projeto sobre acolhimento e afeto

Durante projeto de acolhimento e afeto, aluna Maria Eduarda visitou a escola. Foto: Divulgação
Durante projeto de acolhimento, aluna Maria Eduarda visitou a escola. Foto: Divulgação
Ao longo do segundo trimestre, alunos e professores da escola estão trabalhando a temática, com atitudes de carinho, afeto e também orientações aos cuidados necessários para a recuperação da saúde e a prevenção de acidentes no trânsito

O cuidado com o outro vem sendo tema de atividades desenvolvidas por alunos da Escola do Campo Santa Isabel, localizada no bairro de Campina dos Crespins, em Piên. Ao longo do segundo trimestre, estudantes e professore vêm desenvolvendo o projeto Acolher e Proteger, que tem como objetivo sensibilizar a comunidade sobre o acolhimento ao outro, reforçando o carinho e afeto, além de reforçar orientações sobre os cuidados necessários para a recuperação da saúde e a prevenção de acidentes no trânsito.

A iniciativa foi idealizada quando a aluna Maria Eduarda Cielinsky, da turma do 3º ano da escola, acabou sofrendo um acidente de trânsito, no qual teve graves ferimentos e precisou ficar internada.  Após esse fato, os alunos deram início ao trabalho de conscientização sobre os perigos do trânsito e ao mesmo tempo como poderiam ajudar a amiga a se recuperar de maneira mais rápida.

A diretora da instituição, Bianca Lima, conta que em sala de aula foram trabalhados os cuidados que os motoristas e pedestres precisam ter com estudos, confecção de cartazes, textos informativos entre outras atividades. “Ao mesmo tempo que estudavam sobre esse tema, as crianças faziam cartinhas, escreviam cartazes e encaminhavam mensagens contendo energias positivas e buscando melhorar a recuperação da saúde da colega. Todos os dias realizavam orações e momentos de reflexões sempre lembrando da colega que encontrava-se internada buscando a sua recuperação”, detalha.

Nos últimos dias, para alegria de toda a escola, Maria Eduarda, que está em casa e recuperada, pôde fazer uma visita até a unidade de ensino para rever os amigos, receber os abraços e o carinho de todos, como relata a diretora. “Os alunos fizeram questão de cantar uma música para ela, entregar as cartinhas e um presente simbolizando o carinho e o acolhimento que sentem pela querida colega. Foi emocionante ver o quão é importante é aprender, proteger e acolher”, conta.

A professora da turma do 3º ano, Suzani Seidel, relata o envolvimento dos alunos com as atividade. “Os estudantes, por meio um fato vivenciado em que sentiram a saudade e insegurança, tiveram a oportunidade de entender que acolher é estar perto mesmo estando longe e que aprender é conscientizar e que ter confiança e acreditar pode ajudar na recuperação de sintomas corporais e emocionais”, comentou.

Maria Eduarda participou do desfile do aniversário da cidade. Foto: Arquivo/O Regional
Maria Eduarda participou do desfile do aniversário da cidade. Foto: Arquivo/O Regional

Ainda, um dos fatos marcantes no projeto foi a participação da Maria Eduarda no desfile em comemoração aos 62 anos de Piên, no dia 1º de novembro, levando a faixa com o nome da escola juntamente com seus amigos.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email