sexta-feira, 25
 de 
junho
 de 
2021

Em meio ao surto do coronavírus, municípios buscam reforçar a saúde

Na cidade da Lapa, equipe do Exército realizou a montagem de tendas para atendimentos a casos suspeitos. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura da LapaEm meio ao surto do coronavírus, as prefeituras vêm buscando estruturar suas equipes de saúde para atender ao possível crescimento da demanda de atendimento. Para auxiliar neste sentido, o governo federal confirmou, nesta semana, que mais 14 profissionais do Programa Mais Médicos irão reforçar o atendimento em sete municípios da região.

De acordo com informações repassadas pelo Ministério da Saúde aos municípios, a previsão é que os novos profissionais reforcem o atendimento a partir do próximo mês de abril. 

Para Piên, o Mais Médicos garantirá o reforço de mais três profissionais. “É um auxílio fundamental, ainda mais tendo em vista a pandemia que estamos enfrentando”, destaca o secretário municipal de Saúde, Jair Batista, detalhando sobre como as equipes de saúde têm atuado. “Existe todo um protocolo a ser seguido, desde o diagnóstico, coleta de material para exames e as regras de isolamento. São diversos profissionais envolvidos diretamente e todo aumento de efetivo é importante para atender um provável acréscimo da demanda”, enfatiza.

Em Mandirituba, além do recebimento de mais um profissional no programa federal, a prefeitura realizou a contratação emergencial de mais três médicos, três enfermeiros e 15 técnicos de enfermagem, sendo este reforço válido pelo período de 45 dias e custeado pelo município. “Estes novos profissionais estão ingressando gradativamente na equipe da saúde a partir desta semana”, relata o prefeito Luis Antonio Biscaia, pontuando sobre esta medida. “Existe a real possibilidade de um aumento de casos para as próximas semanas e precisamos estar preparados para atender. Estamos sendo cautelosos e responsáveis, fazendo todo o esforço possível para dar o suporte necessário a toda população”, ressalta.

Na cidade da Lapa, o 15º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado (GAC AP) montou uma tenda de 300m² ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Neste local, será realizada triagem, observação e primeiros procedimentos nos pacientes que possam estar infectados.

Já em outros municípios da região, as Secretarias de Saúde estão acompanhando o avanço da pandemia e não descartam montar estruturas provisórias e realizar contratações emergenciais para reforçar o atendimento.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email