segunda-feira, 20
 de 
setembro
 de 
2021

Dia do Agricultor destaca a força da família na continuidade das atividades

Jhonathan realiza visita nas propriedades rurais de Quitandinha e enfatiza a necessidade do suporte técnico. Foto: DivulgaçãoAlém de garantir o alimento na mesa dos brasileiros, a agricultura é um segmento fundamental para a economia de todo o país. No próximo dia 28, data em que é comemorado o Dia do Agricultor, O Regional destaca a importância desta área que é a fonte de renda para milhares de famílias na região.

De acordo com informações do Censo Agropecuário de 2017, os dez municípios da região somaram 10.144 estabelecimentos na área rural, sendo a grande maioria destas propriedades administradas pela agricultura familiar. A Lapa é a cidade que apresenta o maior número, enquanto que Fazenda Rio Grande, seguindo a vocação industrial, tem a menor quantia.

Para o técnico de campo da Emater de Quitandinha, Jhonathan Eduart Assumpção, estes números reforçam o forte impacto do setor agrícola sobre a economia da região. “É para muitos municípios a principal indústria e a que mais emprega”, destaca Assumpção, salientando a importância do agricultor diversificar a produção. “Ter mais de uma alternativa é recomendado porque os valores de mercado oscilam muito. Em determinado ano, a lucratividade de uma produção pode ser baixa, mas uma segunda opção pode estar em alta e minimizar a queda de receita”, avalia.

Na visão de Assumpção, o principal desafio ainda está em ampliar a assistência técnica. “A estrutura de maquinário cresceu significativamente, mas na parte de assessoramento temos uma demanda muito grande e pouco corpo técnico para dar todo suporte necessário”, enfatiza Assumpção. “Desde uma correção de solo feita adequadamente, a implantação de novas tecnologias e a redução na utilização de defensivos são pontos que um profissional capacitado pode auxiliar. Estes são alguns dos fatores que garantirão o cuidado da terra e do meio ambiente, fazendo ainda com que os custos sejam menores e o produtor tenha uma melhor produtividade”, pontua.

Leila Klenk em uma das atividades desempenhadas ao longo dos anos pela Emater da Lapa. Foto: Divulgação

A extensionista da Emater da Lapa, Leila Klenk, enfatiza que a agricultura é um setor que pode ser explorado em diversas frentes. “Temos a vocação da cultura de grãos, hortifrúti, gado leiteiro, avicultura de corte, entre tantas outras opções que já estão sendo desenvolvidas e que têm um grande campo que é possível avançar”, conta Leila, citando o projeto desenvolvido da agricultura orgânica. “Contamos com mais de 130 produtores certificados da Lapa, os quais trabalham sem utilização de agrotóxicos. Este projeto, além de não agredir o meio ambiente e a saúde do trabalhador, garante um alimento muito mais saudável”, ressalta.

A profissional também enfatiza que o desenvolvimento da agricultura precisa ter um maior suporte técnico, que deve estar acompanhado da concessão de crédito mais facilitada e da garantia da compra da produção. “O produtor sabe como trabalhar e está aberto a novas técnicas. Mas é preciso ter melhores condições de realizar investimentos e a segurança da venda ao apostar em nova cultura”, opina Leila, citando os programas estaduais e federais para a aquisição de produtos agrícolas. “Na confecção da merenda escolar ou mesmo no atendimento às famílias em vulnerabilidade, a compra de itens da agricultura familiar é uma importante alternativa de fomento e que pode ser ainda mais ampla”, salienta.

Ao longo dos últimos anos, este semanário buscou apresentar avanços na agricultura e levar aos produtores informações de novas tecnologias, visando auxiliar o homem do campo que faz um trabalho fundamental e que muitas vezes não tem o devido reconhecimento.

Tabela - Agricultura Familiar. Arte: O Regional

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email