sábado, 15
 de 
junho
 de 
2024

#desligueotelefone: Procon Paraná lança campanha de alerta sobre golpes em ambiente virtual

Procon-PR lança campanha #desligueotelefone de alerta sobre golpes em ambiente virtual. Foto: Procon
Procon-PR lança campanha de alerta sobre golpes em ambiente virtual. Foto: Procon
Campanha #desligueotelefone será lançada nesta quarta-feira (15), Dia Internacional do Consumidor. Iniciativa orienta os cidadãos a interromperem a ligação sempre que alguém se passe por gerente ou funcionário de banco. Assim, evita cair no golpe e informar número de contas ou senhas

O Governo do Estado lança nesta quarta-feira, 15 de março, Dia Internacional do Consumidor, a campanha #desligueotelefone, do Departamento Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-PR). O objetivo é alertar sobre golpes praticados em ambiente virtual.

Iniciativa da Secretaria estadual da Justiça e Cidadania, à qual o Procon-PR é vinculado, a campanha orienta o consumidor para que desligue o telefone sempre que receber ligações de alguém se passando por gerente ou funcionário de banco. Assim, evita cair no golpe e informar dados sensíveis, como número de contas ou senhas, acarretando prejuízos.

A campanha será divulgada pelas redes sociais do Procon Paraná e da Secretaria da Justiça e Cidadania.

“Mais do que comemorar a data, é preciso aproveitar para alertar o consumidor em relação aos golpes virtuais, que estão cada mais frequentes”, destacou o secretário, Santin Roveda . “A prevenção é a forma mais eficiente que o cidadão tem para se proteger”, complementou.

Claudia Silvano, chefe do Procon-PR, lembra que os golpistas utilizam técnica de engenharia social para induzir o cidadão a enviar dados confidenciais, o que acontece com facilidade e sem a vítima perceber. “A prática desses golpes está cada vez mais qualificada. Por isso, é fundamental que as pessoas desliguem o telefone ou interrompam diálogos por mensagens online e busquem diretamente as empresas ou bancos que alegam estar em contato para esclarecer qualquer dúvida”, reforçou.

Além disso, ela destaca que, caso precise entrar na justiça, o consumidor pode se deparar com decisões desfavoráveis, já que ele próprio repassou seus dados para os golpistas.

Outras dicas de cuidados com golpes e sobre defesa e garantia dos direitos do consumidor podem ser conferidas em www.procon.pr.gov.br.

Fonte: AEN



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email