segunda-feira, 4
 de 
julho
 de 
2022

Consequências da greve continuam no comércio

Paralisação no trevo de acesso ao centro de Piên foi encerrada na tarde do último dia 30. Foto: Arquivo/O RegionalA greve dos caminhoneiros, encerrada no último final de semana, ainda tem seus efeitos sendo sentidos na economia e na vida da população, o que mostra a importância da atividade do transporte sobre rodas. Na região, a maioria dos pontos de bloqueio foi encerrada com a presença de forças policiais, mas de forma pacífica.

A elevação de preços de alguns produtos é uma das consequências. Nos últimos dias, muita gente reclamou do preço da gasolina. E ainda neste setor, até esta semana havia postos na região com falta de alguns tipos de combustível.

Aos poucos, os supermercados vão repondo as mercadorias. Foto: Arquivo/O RegionalA falta de produtos continua sendo sentida também no comércio. A empresária Micheli Milcheski, do Supermercado Milcheski, de Agudos do Sul, cita que os estoques ainda não voltaram ao normal, mas que aos poucos estão sendo repostos, à medida que chegam as mercadorias. Alguns produtos não tiveram alteração de preços, mas verduras, legumes, frutas, leite, aves, entre outros, chegam com valor mais elevado. “A normalização do setor produtivo e do fornecimento ainda deve demorar algumas semanas, mas, quando isto ocorrer, a tendência é que os preços destas mercadorias voltem pelo menos próximos ao patamar anterior”, salienta a empresária.

A agricultura também teve consequências. Segundo a Emater de Piên, houve registros, por exemplo, de prejuízos para produtores de leite, já que o veículo que faz a coleta do produto ficou alguns dias sem chegar. Alguns produtos ficaram parados nos bloqueios, como uma carga de plantas ornamentais, que, segundo a Emater, teve perda de qualidade.

A categoria dos caminhoneiros aguarda agora o cumprimento dos acordos efetivados. Segundo o governo, uma das medidas, que é a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel, será fiscalizada.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email