segunda-feira, 15
 de 
agosto
 de 
2022

Concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná teve homenagem às mães neste domingo

Concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná. Foto: Maringas Maciel/Teatro Guaíra
O programa da manhã reuniu músicas conhecidas do maior compositor brasileiro: Heitor Villa-Lobos. No concerto especial de Dia das Mães, ambas foram apresentadas na voz de Rosana Lamosa, soprano convidada.

 

Sob a regência do maestro convidado Cláudio Cruz, a Orquestra Sinfônica do Paraná ofereceu um Dia das Mães inesquecível para um Teatro Guaíra quase lotado neste domingo (8).

O programa da manhã reuniu músicas conhecidas do maior compositor brasileiro: Heitor Villa-Lobos. No repertório, as “Bachianas Brasileiras nº 4” e “nº 5”, parte da série de sinfonias brasileiras mais famosas ao redor do mundo.

Em seguida, “Floresta do Amazonas”, música composta para o filme “A Flor que Não Morreu”, estrelado por Audrey Hepburn e Anthony Perkins. Após o lançamento do filme, Villa-Lobos decidiu reescrever a música em formato de suíte sinfônica para encontrar as grandes orquestras.

“Floresta do Amazonas” reúne duas músicas imortalizadas na cultura popular brasileira: “Melodia Sentimental” e “Canção do Amor”.

No concerto especial de Dia das Mães, ambas foram apresentadas na voz de Rosana Lamosa, soprano convidada. Ela é uma das cantoras líricas mais reconhecidas do Brasil. Já protagonizou a estreia de grandes óperas, como “Magdalena” (Villa-Lobos), “A Tempestade” (Ronaldo Miranda) e “Alma” (Claudio Santoro).

A soprano também foi uma das convidadas a se apresentar em uma das visitas do papa João Paulo II ao Brasil.

Além de boa música, o concerto contou com uma homenagem especial às mães e à coordenadora da Orquestra, Shirley Conceição. A apresentação foi finalizada com um bis especial com a canção “Quem Sabe”, de Carlos Gomes.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email