terça-feira, 22
 de 
junho
 de 
2021

Cidades registram saldo positivo nas contratações no mês de fevereiro

foto-cagedAs cidades da região suleste tiveram saldo positivo no número de contratações do mês de fevereiro, totalizando 939 novos empregos, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).
Entre as cidades da região, o melhor índice registrado foi de Rio Negro com 474 novas contratações, seguida de Fazenda Rio Grande que teve 173 novas admissões.

Em contrapartida, os municípios que mais demitiram do que contrataram foram Piên, que registrou 153 desligamentos e 134 admissões, seguida de Campo do Tenente, que admitiu 33 pessoas e desligou 34.
A gerente da Agência do Trabalhador de Piên, Ana Lima, argumenta que a principal causa na redução de empregabilidade tem relação com a Covid-19, que segundo ela causa uma insegurança no mercado de trabalho. “O principal motivo apontado pelos empresários do município é que seus clientes estão com suas atividades paralisadas em decorrência da pandemia, o que causa a diminuição da demanda”, comenta.

A gerente diz que uma estratégia adotada pelo município é o intermédio de mão de obra com outras cidades e o estado de Santa Catarina. “Estamos realizando a intermediação de mão de obra entre os que estão em situação de desemprego e as empresas que estão contratando, inclusive buscando parceria com empresas do estado vizinho, como Campo Alegre e São Bento do Sul”, finaliza. De acordo com Ana, com essa parceria foram incluídos no mercado de trabalho, através da Agência do Trabalhador, mais de cem pienenses.

O Paraná foi o terceiro estado do Brasil que mais abriu postos de trabalho no segundo mês do ano. Foram registradas 41.616 vagas. O saldo foi positivo e marcou 146.014 admissões e 104.398 demissões. Um aumento de 70% em relação ao mês de janeiro quando foram registradas 24.342 vagas. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve um aumento de 68%. O resultado representa 10,3% do total de vagas abertas no Brasil no mês passado.

Dos estados brasileiros, somente São Paulo (128.505 vagas) e Minas Gerais (51.939) apresentaram um avanço se comparado ao mês anterior. O estado vizinho, Santa Catarina, terminou o mês com saldo positivo de 33.994 contratações. Enquanto o Rio Grande do Sul finalizou com 29.587 admissões. Tornando o Paraná consolidado como terceiro principal gerador de empregos do Brasil em 2021.

O governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Junior, avalia os números como positivos e afirma o crescimento da economia no Paraná. “Mesmo diante de um momento tão delicado, com praticamente todas as atenções voltadas para o enfrentamento à pandemia, o Paraná se sobressai na geração de empregos e reforça a condição de ser uma das principais locomotivas do país”, afirmou.

Os setores com os melhores números foram o de serviços (17.819), indústria da transformação (9.090), comércio (8.302), construção (4.961), agricultura (1.123) e serviços industriais de utilidade pública (321).

“Todos os setores apresentaram resultados positivos ao longo de fevereiro, o que ajudou o Paraná a ter essa representatividade no país na geração de empregos”, disse Suelen Glinski, chefe do Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho.

O Brasil criou 401.639 novos empregos em fevereiro deste ano, que resultou na admissão de 1.694.604 funcionários e na redução de 1.292.965 oportunidades de trabalho.

No entanto, fevereiro não inclui um período de aumento das restrições de atividades, que foram impostas por vários estados e municípios em resposta a uma nova onda de casos da Covid-19. Para o ministro da Economia Paulo Guedes, o foco atual do governo deve ser a vacinação em massa da população, principalmente entre os 40 milhões de brasileiros que vivem no mercado informal. Este é o grupo mais vulnerável que tem recebido ajuda emergencial do governo federal.

Em fevereiro, o estoque de empregos formais no país ou seja, o total de contratos de trabalho em serviço atingiu 40.022.748, variação de 1,01% em relação ao mês anterior. Em 2021, foram criados 659.780 empregos, resultado de 3.269.417 admissões e 2.609.637 demissões.

 

tabela-empregos fevereiro-01_Easy-Resize.com

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email