quarta-feira, 28
 de 
julho
 de 
2021

Cidades da região suleste paranaense vacinaram somente 7,2% da população

foto-vacina2Mesmo com adesão de todos os municípios paranaenses e com o programa do Governo do Estado de vacinar a população de domingo a domingo, o índice de vacinação ainda é baixo em alguns municípios da região.
Um levantamento feito por O Regional mostra que as cidades da região suleste paranaense imunizaram 7,2% da população. O município que mais vacinou foi Tijucas do Sul com 11,9%.

A secretária de saúde de Agudos, Irani Santos, disse que o estabelecimento de grupos prioritários no município é uma estratégia de gerenciar as doses recebidas do governo estadual. “Criamos um protocolo onde iniciamos a vacinação no mesmo dia em que as doses chegam, isso só foi possível graças ao bom trabalho da nossa equipe da saúde que identificou e organizou toda a população por faixa etária com antecedência”, afirma.

Irani comenta que para agilizar os atendimentos, a equipe está sendo distribuída para que os idosos sejam vacinados diretamente em suas residências. A secretária diz que foi adotado o modelo drive-trhu em locais estratégicos do município.

O governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Junior, orientou e pediu que as cidades acelerem o ritmo de vacinação. “A nossa orientação é que os municípios acelerem a vacinação para imunizar o maior número de pessoas, com aplicações todos os dias da semana, de domingo a domingo, sem interrupção. Quanto mais paranaenses estiverem vacinados, mais rapidamente conseguiremos vencer essa pandemia”, afirmou Ratinho Junior.

O objetivo do governo é aumentar a escala de aplicação para que no mês de abril, todas as pessoas com 60 anos ou mais sejam vacinadas, para então incluir novos grupos prioritários, como policiais e professores. “Algumas cidades já estão vacinando o público a partir de 65 anos, mas a ideia é vacinar cada vez mais rápido. O sistema de saúde do Paraná é bastante organizado. Tendo vacina, conseguimos aplicar de forma muito célere”, defendeu o governador.

O secretário de estado da Saúde, Beto Preto, disse que a orientação nesse momento é gastar o estoque destinado à primeira dose, e que trabalhará cobrando para que o Governo Federal e o Ministério da Saúde garantam a segunda dose do imunizante. Ainda de acordo com Beto Preto, o importante é ampliar o número de vacinados, para a diminuição de casos que precisem de atendimento médico. “Com o esforço dos municípios paranaenses, o trabalho de prefeitos e secretários municipais de saúde, conseguiremos chegar logo a uma boa porcentagem da população paranaense imunizada”, enfatizou.

ERRATA: Em edição semanal do jornal impresso O Regional, a cidade de Tijucas do Sul está com a média da população vacinada de 4,3%, o que está errado. A média de imunização da cidade é de 11,9%, e com população estimada em 17.084. Pelo erro, pedimos desculpas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email