terça-feira, 30
 de 
novembro
 de 
2021

Cidades fecham o mês de maio com saldo positivo nas contratações

Municípios fecham o mês de maio com saldo positivo nas contratações

Foram divulgados na manhã de ontem os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. O sistema registra demissões e contratações dos trabalhadores que atuam com carteira registrada.

Em Piên, foi registrado um saldo negativo nas contratações. Sendo 66 admissões e 80 demissões. A gerente da Agência do Trabalhador, Ana Lima, afirma que esse número negativo preocupa o setor e, que, juntamente com o prefeito Maicon Grosskopf buscam soluções. “A gente tem uma empresa na cidade que gerava 600 empregos, mas todas as semanas estamos tendo demissões”, comenta a gerente.

Segundo Ana Lima, por conta do número de demissões, há uma grande demanda na solicitação de seguro-desemprego. “Nós entramos em contato com as empresas, porque isso nos preocupa, e o que eles nos dizem é que o número das vendas está baixo”, argumenta.

Sobre a perspectiva para o futuro, a gerente aborda que uma empresa de recepcionista deve se instalar no município, gerando novos empregos. “Duas novas empresas que estão se instalando, sendo que uma delas deve gerar mais 25 empregos em Piên”, afirma.

Cenário nacional – O Brasil abriu 280.666 vagas de emprego com carteira assinada no mês de maio, ficando como o quinto mês seguido com saldo positivo no número de contratações. Os dados mostram que foram 1.548.715 contratações e 1.268.049 desligamentos.

Em 2020, o governo complementou a renda dos profissionais que tiveram contratos suspensos ou que tiveram redução da carga horária e salários por conta da pandemia. Os trabalhadores ganharam uma estabilidade, tendo seus salários fixados com o mesmo valor. O programa tinha o prazo até o mês de dezembro, mas sofreu alterações e foi reformado pelo governo, permitindo às empresas, novas rodadas de redução de jornadas e por consequência, de salários.

Os dados do Caged mostram os setores que mais contrataram – começando pelo de Serviços (com 110.956 postos); Comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas (com 60.480 postos); Indústria (com 44.146); Agricultura (com 42.526 postos) e Construção com 22.611 postos de trabalho criados.

As cinco regiões do Brasil tiveram saldo positivo na geração de empregos começando pelo Sudeste, com 161.767 postos de trabalho. Nordeste com 37.266 postos de trabalho; Sul com 36.929 postos; Centro-Oeste com 26.926 e Norte com 17.800 postos de trabalho.

Queda nos salários – O salário médio do mês de maio dos brasileiros foi de R$ 1.797,10 e comparando com o mês anterior, houve uma queda de R$ 76,23 nas contratações, uma baixa de 4,07%.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email