domingo, 20
 de 
junho
 de 
2021

Cidades do suleste tiveram alta nas contratações no mês de janeiro

Caemmun ArapongasFoi divulgado nesta semana pelo governo federal o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do mês de janeiro. O cadastro registra todas as entradas e saídas de todos os trabalhadores com carteira de trabalho registrada.

As cidades da região tiveram, em janeiro, 2.450 contratações e 1.748 desligamentos, o que resultou em um saldo positivo de 702 vagas com carteira assinada, segundo os dados do Caged, que foram divulgados na terça-feira. A cidade que mais contratou neste período foi Fazenda Rio Grande, que alcançou a marca de 1.177 contratações, em contrapartida, no município foram demitidos 750 profissionais, resultando em saldo de 427.

Os municípios da Lapa (-20) e Piên (-38) foram os únicos da região que tiveram saldo negativo no primeiro mês do ano. Na Lapa foram contratados 275 profissionais e demitidos 295. Em Piên, foram admitidas 103 pessoas e demitidas 141.

No Paraná, houve 120.422 admissões e 96.080 desligamentos, ficando o estado responsável por quase 10% do total de postos formais em janeiro no país (260.353 vagas). O governador Carlos Massa Ratinho Junior disse que o estado é um dos principais criadores de emprego do país.

“O Paraná é exemplo para o país por ser um dos principais protagonistas na geração de empregos. Esse é, sem dúvida, o melhor programa social que existe. Aquele que permite ao cidadão cuidar bem da sua família. Melhora a renda das pessoas, das cidades, e faz com que o Estado se desenvolva. Criar emprego é a obsessão da nossa gestão”, afirmou o governador.

De acordo com o relatório, em comparação com janeiro de 2020, o número de vagas aumentou em mais de 10.000. No primeiro mês do ano passado, 14.101 empregos foram criados antes mesmo da pandemia. O saldo mais próximo de 2021 é o saldo de janeiro de 2011, que mostrava o número de 14.954 contratações.
Brasil também teve seu melhor desempenho em janeiro, desde o ano de 1996. Foram 260.432 novos empregos formais, um aumento de 289,7% em relação a 2020.

 

tabela - geração de empregos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email