terça-feira, 22
 de 
junho
 de 
2021

Campanha Outubro Rosa reforça os cuidados com a saúde da mulher

Doutora Marluce destaca a importância do diagnóstico precoce para que o tratamento seja mais eficiente. Foto: DivulgaçãoAnualmente, a saúde da mulher está em pauta por meio da Campanha Outubro Rosa. Neste mês, o público feminino é orientado principalmente sobre o câncer de mama e de colo de útero, considerados os principais responsáveis pela morte de mulheres pela doença em todo o mundo.

O Outubro Rosa é celebrado mundialmente desde 1990 e a ação tem o objetivo de compartilhar informações, garantir o acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e, assim, contribuir para a redução da mortalidade. Considerando os dez municípios do suleste paranaense, dados do Datasus, do Ministério da Saúde, apontam que em 2018, último ano com números disponíveis, foram 13 mortes em decorrências de neoplasias malignas de mama e outras 11 por neoplasias malignas de colo de útero.

A médica Marluce da Costa Mello, que atua na área de ginecologia, obstetrícia e colposcopia, reforça que o câncer de mama, quando diagnosticado de forma precoce, tem um alto índice de cura. “Se detectado em fases iniciais, tem chance e cura e tratamento. As mulheres precisam conhecer seu corpo e estarem atentas às mudanças que configuram como sinais de alerta”, ponta a profissional, elencando os principais sintomas da doença. “Caroço fixo, endurecido e, geralmente, indolor, pele das mamas avermelhadas, retraídas e com aspecto de casca de laranja, alteração no bico da mama, pequenos nódulos na axila ou no pescoço e saída de secreção sanguinolenta pelo mamilo”, especifica.

Segundo Marluce, adotar hábitos saudáveis e ter um cuidado especial com a saúde são fatores essenciais como forma de prevenção ao câncer. “Pratique atividade física, invista em uma alimentação saudável, evitando gorduras em excesso e o consumo de álcool. Caminhadas oportunas em praças e parques já podem evitar o sobrepeso e o sedentarismo”, reforça.
Por fim, a profissional reitera a necessidade das mulheres zelarem pela saúde e realizaram consultas e exames de forma rotineira. “Vamos aproveitar o mês de outubro para visitar um profissional da área da saúde ou ginecologista. Faça sua consulta regularmente e seus exames de rotina, pois isso contribui com sua saúde e sua qualidade de vida”, finaliza.

Ações – Na última semana, o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, acompanhado da primeira-dama do Estado, Luciana Saito Massa, lançou a segunda edição do Paraná Rosa, por meio de uma transmissão online. Durante o mês, entre as atividades já realizadas pela Sesa, está o apoio aos municípios para a realização de rastreamento de câncer de mama e colo de útero, a vacinação contra o HPV, além da elaboração de Nota Técnica nº 12/2020 que reforça as medidas de prevenção e contágio da Covid-19 e segurança dos usuários com relação à coleta do exame citopatológico do colo do útero e mamografias. Madrinha e idealizadora do projeto Paraná Rosa, Luciana Saito Massa, falou sobre a relevância em levar a informação para todas as mulheres do Paraná. “Outubro é um mês dedicado à saúde da mulher. Temos que aproveitar esse engajamento nacional para levar a informação sobre os cuidados e mostrar que a prevenção é sempre o melhor caminho. O Paraná Rosa não é somente um programa de alerta e de cuidado com a prevenção e diagnóstico precoce do câncer, mas sim com a saúde integral e o bem estar da mulher”, considerou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email