quinta-feira, 7
 de 
julho
 de 
2022

Aumento dos combustíveis: preço do etanol acompanha reajuste da gasolina

Consumidores sentiram no bolso o novo reajuste no preço dos combustíveis/Foto: Arquivo / O RegionalProprietários de automóveis e empresas de transporte estão sentindo no bolso os últimos reajustes promovidos nos preços dos combustíveis. Primeiramente, na semana passada, houve aumento no valor do litro da gasolina e também do diesel. O preço da gasolina foi reajustado em 6% e o do diesel em 4%, nas refinarias.
Nesta semana, chegaram às bombas de postos de combustíveis da região também novos preços do etanol, 6% maiores. Para especialistas, o valor do álcool teria sido puxado pelo da gasolina, já que havia aumentado a demanda do etanol após o reajuste do derivado do petróleo.
O gerente de posto Jair Letki, de Piên, explica que os reajustes aplicados já vêm das distribuidoras e os postos acabam tendo que repassar. “Há previsão das distribuidoras de novo aumento do álcool, com reflexo na gasolina”, salienta o gerente.
Para os carros bicombustíveis, após o aumento da gasolina, valia a pena abastecer com etanol; mas agora com o aumento deste, pelo menos em maioria das cidades da região, o derivado de petróleo voltou a ser vantajoso. Em média, o combustível oriundo da cana é lucrativo se seu preço for inferior a 70% do valor da gasolina.
De acordo com levantamento feito por O Regional nesta semana e, considerando a média de postos dos municípios, apenas em Tijucas do Sul era viável o etanol. Após os reajustes na região, este combustível chega a custar R$ 2,76 o litro e a gasolina R$ 3,56.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email