sábado, 25
 de 
setembro
 de 
2021

Aulas online e trabalho home office impulsionam a venda de celulares

Lojas Dibacenter teve uma grande procura por aparelhos eletrônicos. Foto: Arquivo/O RegionalA pandemia do novo coronavírus trouxe uma série de mudanças na vida das pessoas e exigiu que todos se adaptassem a uma nova realidade. Uma das alterações mais impactantes foi a suspensão das aulas presenciais e a implantação do ensino à distância. Devido a este fator, muitos pais tiveram que comprar novos celulares e outros aparelhos para que os filhos tivessem acesso à nova ferramenta.

Este aumento na procura foi inesperado e surpreendeu as empresas que atuam na venda de celulares. Na região, o estoque foi rapidamente esvaziado e, para quem optou pela compra pela internet, teve que esperar um longo período para a entrega do produto.

De acordo com Liana Pires da Cruz, gerente da Lojas Dibacenter, em Piên, o aumento da demanda ocorreu principalmente no mês de março. “Foi quando o comércio reabriu e houve a definição das aulas online. Desde então, essa procura continua alta, principalmente para modelos com grande espaço de memória e recursos tecnológicos, os quais suportam os aplicativos escolares”, relata Liana.

Para as empresas fabricantes, outro fator que impulsionou as vendas se deu pelo fato das pessoas estarem trabalhando como home office, exigindo a compra de equipamentos para participarem de reuniões e contatar clientes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email