quinta-feira, 24
 de 
junho
 de 
2021

Aulas da rede municipal retornam no formato remoto em toda a região

Redes municipal e estadual de ensino de toda região seguirão, inicialmente, as atividades no formato de ensino remoto. Foto: Arquivo/O RegionalO ano de 2020 foi bastante desafiador para a área da educação, fazendo com que a comunidade escolar precisasse se reinventar e buscar alternativas para que o ensino não fosse completamente comprometido devido à pandemia. No ano passado, as aulas remotas se tornaram a opção para alunos e professores para que pudessem dar andamento ao processo de aprendizagem.

Já para 2021, mesmo com a chegada da vacina contra o coronavírus, ainda são muitas dúvidas em relação ao que poderá ser feito no âmbito educacional, porém, as secretarias de educação vêm, há um bom tempo, organizando o planejamento para este ano letivo e a rede municipal de ensino vem retornando às atividades em toda a região. Incialmente, a previsão é que as aulas permaneçam no formato remoto e, posteriormente, seja adotado o ensino híbrido, combinando a aprendizagem presencial e online.

É o caso de Tijucas do Sul, onde, segundo o secretário de Educação, Danilo Santos, a pasta já vem detalhando os últimos preparativos para o retorno das atividades. “Retornamos no ensino remoto nesse mês de fevereiro, em março iniciaremos atendimento a alguns alunos com mais dificuldades e em abril voltaremos com o ensino híbrido. Essas datas podem sofrer alterações de acordo com o cenário da Covid no município”, explica.

A secretária de Educação de Piên, Clarice Fragoso, detalha a preparação da pasta para atender os alunos no ensino online e o planejamento para iniciar o formato híbrido, a partir de 15 de março com os alunos do 4º e 5º anos. “Nesta forma as classes serão divididas e será alternado semanalmente, onde metade dos alunos ficará de forma remota e outra metade em sala de aula”, frisou.

Clarice lembra que toda a movimentação será feita com comunicado e autorização dos pais dos alunos. Ela detalha que duas semanas após o 4º e 5º ano iniciar a forma híbrida o sistema será expandido para todo o ensino fundamental e a partir de 5 de abril alunos do 1º, 2º e 3º do fundamental e alunos do Pré 1 e Pré 2 iniciarão também no sistema híbrido. “Lembrando que esta é uma previsão, que se tudo acontecer da forma esperada será concretizado. É necessário o monitoramento da expansão da doença na cidade. Se tudo ocorrer da forma esperada, já na sequência se dará início ao retorno escolar das crianças do ensino infantil”, finalizou.

Rede estadual – A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte apresentou, na última terça-feira, o cronograma do início do ano letivo e as medidas adotadas para garantir a segurança de alunos, professores e da comunidade escolar. Entre as novidades estão o retorno presencial a partir do dia 1º de março, dentro do modelo híbrido, e um treinamento de sete dias para diretores e professores se adaptarem às mudanças da rotina. O ano letivo começará no dia 18 de fevereiro com o reforço escolar na rede estadual, revendo conteúdos prioritários apresentados aos alunos no formato online em 2020, com reavaliação do aprendizado até o fim do mês por meio do Aula Paraná pela TV aberta, YouTube, aplicativo e Google Classroom, além das atividades impressas. Entre 18 e 28 de fevereiro, as escolas vão abrir para toda a comunidade escolar, com um espaço de treinamento para profissionais da Educação e acolhimento aos pais, responsáveis e estudantes, para melhor compreensão das medidas que serão adotadas dentro das instituições de ensino durante a pandemia. A partir de 1º de março, terá início o modelo híbrido, com parte dos alunos nas escolas de forma presencial e os demais de casa, acompanhando as aulas de maneira remota.

Retorno das aulas. Arte: O Regionak

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email