sábado, 25
 de 
maio
 de 
2024

Assembleia aprova crédito especial de R$ 98 milhões à cultura

Deputados aprovaram crédito de R$ 98 milhões à Cultura através da Lei Paulo Gustavo. Foto: Orlando Kissner/Alep
Deputados aprovaram crédito de R$ 98 milhões à Cultura através da Lei Paulo Gustavo. Foto: Orlando Kissner/Alep
Recursos serão utilizados para cumprimento da Lei Paulo Gustavo. Também foi votado outro projeto do governo, no valor de R$ 1,4 milhão, ao orçamento da SETI

Foi aprovada pelos deputados estaduais, na última quarta-feira (04), um crédito especial no valor de R$ 98 milhões ao orçamento da Secretaria de Estado da Cultura (SEEC), o que deve proporcionar um impulso ao setor cultural no Paraná. Foram duas sessões plenárias, uma ordinária e outra extraordinária, e a dispensa da redação final. Com isso, a iniciativa segue para sanção governamental.

De origem do poder executivo, o projeto define que os recursos serão utilizados para o cumprimento da Lei Complementar Federal n° 195/2022, também conhecida como Lei Paulo Gustavo (LPG), a fim de conferir continuidade às atividades de fomento ao setor cultural paranaense.

A Lei Paulo Gustavo representa um impulso na economia cultural. A SEEC promoveu, desde o ano passado, diversas reuniões com a classe artístico-cultural e com os gestores municipais de cultura para a formulação dos editais e 396 municípios apresentaram seus planos de ação para garantir os recursos da LPG. O prazo terminou em julho.

O repasse ao Paraná é o maior entre os estados do sul do país, segundo o governo federal, sendo os R$ 98 milhões destinados ao governo estadual e R$ 105,4 milhões aos municípios, totalizando R$ 203,4 milhões. Ao todo, a Lei Paulo Gustavo fará um aporte financeiro de R$ 3,8 bilhões para municípios, estados e o Distrito Federal – o maior valor da história do país destinado ao setor cultural.

Houve ainda aprovação em dois turnos de projeto do poder executivo que também aprova crédito especial, alterando o vigente orçamento geral do estado. O documento segue para sanção. A proposta solicita abertura de crédito especial, no valor de R$ 1,4 milhão, ao orçamento da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI).

Os recursos são para atender despesas com aquisição de equipamentos para áudio, vídeo e fotografia, além de equipamentos de informática, máquinas, ferramentas, utensílios e mobiliário. “Quero agradecer a todos os deputados e às comissões temáticas que analisaram com muita rapidez e eficiência os dois projetos de suplementação orçamentária, o da Cultura, que vai trazer muitos ganhos ao setor, e o da SETI”, afirmou o líder do governo na Assembleia, deputado Hussein Bakri.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email