sexta-feira, 25
 de 
junho
 de 
2021

As dificuldades do gestor público

Iniciamos no Brasil uma verdadeira caçada ao servidor público como se este fosse o maior problema que temos na administração pública. Vamos entender primeiramente a diferença entre administração pública e gestão pública. Administração é o conjunto de funcionários públicos, dinheiro público e patrimônio público. Já a gestão é composta pelas práticas utilizadas para a administração. Inacreditavelmente a população comete um equívoco enorme ao acreditar nas afirmações de que quem trabalha em alguma instância de governo não trabalha como deveria.

Logicamente existem alguns indivíduos que poderiam desempenhar as suas funções com maior dedicação e empenho, mas não podemos refletir esta minoria na maioria destes trabalhadores.

Tomo por exemplo as prefeituras de Curitiba e Paranaguá onde trabalhei e o Governo do Estado do Paraná onde atualmente trabalho. Encontrei pessoas admiráveis em seu trabalho. Chegavam antes do horário e muitas vezes nem tinham hora para sair. Trabalhar em uma administração pública é a oportunidade de fazer o bem para muitas pessoas ao mesmo tempo. Trabalho que muitas vezes não possui as condições adequadas para a sua realização como falta de veículos para fiscalização, estrutura predial inadequada, ausência de funcionários concursados e diversas outras dificuldades.

Aliás quando falamos de funcionários concursados podemos pensar na questão da estabilidade da carreira. Considero uma grande burrice a afirmação de que a estabilidade prejudica o serviço público. Esta política passou a existir justamente para que o Estado possua segurança de suas ações contra atitudes que não defendam aquilo que é público. Precisamos de segurança técnica e jurídica no desenvolvimento das políticas públicas. Se não existisse a estabilidade do cargo cada gestor, ao ser contrariado, demitiria o servidor independente da causa. Concordo que precisamos aperfeiçoar o controle sobre produtividade e melhorar os planos de cargos e salários. Aquilo que vemos no Poder Judiciário está muitíssimo distante do que vemos em professores, policiais e enfermeiros. Quanto mais investimento na estrutura da gestão pública, maior será a qualidade do serviço prestado. Precisamos de mais gestão!

Por: Raphael Rolim de Moura – Biólogo, Especialista em Gestão e Planejamento Ambiental, Mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento. Professor universitário e atualmente ocupa Diretoria na Comec

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email