sábado, 2
 de 
março
 de 
2024

Após festas de fim de ano, obras da iluminação do Contorno Sul de Curitiba são retomadas

Obras no Contorno Sul. Foto: COMEC
Obras no Contorno Sul. Foto: COMEC
Apesar da rodovia estar sob jurisdição federal, o Governo do Estado, com autorização do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), contratou os serviços e está investindo cerca de R$ 21,6 milhões no local

 

Paralisadas durante o período das festividades de final de ano, as obras para implementação de sistema de iluminação no Contorno Sul de Curitiba foram retomadas nestas terça-feira (3) pela Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec).

Elas haviam sido suspensas no dia 22 de dezembro visando diminuir os impactos causados no trânsito, considerando que o período costuma apresentar aumento no tráfego de veículos. A decisão atendeu um pedido formulado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

As obras retomam exatamente dentro do cronograma e no ponto em que foram interrompidas, com bloqueio parcial da BR-376, na altura do bairro Campo Comprido, no sentido sul (Araucária). Os bloqueios estão previstos para ocorrer diariamente entre 9h e 17h.

Além da iluminação no canteiro central, a obra prevê iluminação em LED nas vias marginais, em trechos de travessias e obras de arte ainda não iluminadas, e contempla, ainda, a instalação de dispositivos de segurança como sinalização, barreiras de concreto e defesas metálicas, buscando evitar o choque direto dos veículos em postes instalados em um eventual acidente.

Considerada uma das principais rodovias da Região Metropolitana de Curitiba, principalmente na conexão entre São Paulo, Santa Catarina e Litoral do Paraná, o Contorno Sul de Curitiba apresenta intenso tráfego de veículo leves e pesados. Em média, 60 mil veículos usam o trecho diariamente. Segundo a Associação das Empresa da Cidade Industrial de Curitiba (Aecic), a região do Contorno Sul abriga 16 mil empresas, 80 mil funcionários e tem uma população fixa estimada em 220 mil habitantes.

Apesar da rodovia estar sob jurisdição federal, o Governo do Estado, com autorização do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), contratou os serviços e está investindo cerca de R$ 21,6 milhões no local.

 

Fonte: Agência Estadual de Notícias

 



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email