terça-feira, 9
 de 
agosto
 de 
2022

Após explosões a bancos, bandidos agora carregam cofre em Mandirituba

Todos os vidros da parte frontal da agência foram quebrados pelos bandidos. Foto: DivulgaçãoA audácia das quadrilhas vem chamando atenção nos ataques às agências bancárias. Após utilização de maçarico e de explosivos, agora os bandidos estão arrancando e transportando os cofres. Na madrugada de ontem, a Caixa Econômica Federal de Mandirituba foi o alvo escolhido pelos bandidos.

Por volta das 3 horas, seis homens fortemente armados chegaram à agência utilizando três veículos, modelos Saveiro, Corolla e Duster. Após render o vigilante e o fazer refém, os criminosos utilizaram marreta e pé de cabra para quebrar os vidros e adentrar no interior da agência. Na sequência, foram diretamente ao cofre e o arrancaram da parede, carregando na Saveiro. Concluída a ação, a quadrilha fugiu sentido à comunidade de Queimados.

Toda a ação durou cerca de quatro minutos. Durante a manhã, a equipe policial localizou o veículo CorollCarro Corolla utilizado na ação foi abandonado a menos de dois quilômetros do Centro. Foto: Arquivo/O Regionala abandonado em uma estrada de terra às margens da BR 116, a cerca de 1,5 quilômetro do centro da cidade. “Como já esperado, este automóvel estava com placa fria e possivelmente foi roubado”, relatou o comandante do destacamento da Polícia Militar de Mandirituba, Sargento Horning.

A forma de atuação da quadrilha chamou a atenção das autoridades policiais. “Geralmente são realizadas explosões, o que por vez acaba destruindo as cédulas de dinheiro. Estes criminosos são especializados e têm toda uma logística de atuação bem planejada, além de contar com um poderio de fogo muito grande. Nesta ocorrência, eles quebraram toda a vidraça para que quando o dispositivo de fumaça fosse acionado, a fumaça se dissipasse rapidamente”, comentou o Sargento Horning.

A agência da Caixa não informou a quantia levada pelos criminosos. As investigações terão prosseguimento com a Polícia Federal, que é a responsável por apurar casos contra bancos públicos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email