quarta-feira, 17
 de 
agosto
 de 
2022

Apenas duas rodovias da região são consideradas boas, aponta pesquisa

Trechos da PR 281, que liga os munícipios de Agudos e Tijucas do Sul, foram recuperados. Foto: Arquivo/O RegionalApenas duas rodovias que têm trechos no suleste paranaense são consideradas boas. É o que aponta pesquisa feita pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), divulgada no final do último ano.
Em um geral do país, o estudo mostra que as condições das estradas vêm melhorando, apesar de 57,3% estarem ainda em situação regular, ruim ou péssima. No Paraná, dos 5,9 mil quilômetros avaliados, 47,7% estão classificados como bom ou ótimo.
Na região, as duas mais bem avaliadas são estradas pedagiadas e federais. A BR 116, que corta Fazenda Rio Grande, Mandirituba, Quitandinha, Campo do Tenente e Rio Negro, tem estado geral bom segundo a pesquisa. Individualmente, nos quesitos pavimentação, sinalização e geometria da via, esta que considera visibilidade, quantidade de faixas, acostamentos, curvas, entre outros, a avaliação foi boa em todos.
A BR 376, que tem trecho passando por Tijucas do Sul, também é boa no geral. A rodovia alcançou bom indicador em pavimentação e sinalização, ficando com regular em geometria da via. Já a BR 476, que tem trecho em Contenda e Lapa, tem estado geral classificado como regular. Ela fica com bom em pavimentação, regular em sinalização e ruim em geometria.
Quanto às rodovias estaduais, das que possuem trechos na região foram avaliadas duas. A PR 281, que corta Tijucas do Sul, Agudos do Sul e Piên, é considerada ruim no geral, ficando com ruim em pavimentação e sinalização e péssimo em geometria.
Também foi avaliada a PR 427, que tem trecho entre Lapa e Campo do Tenente; ela tem estado geral regular, pavimentação regular, sinalização ótima e geometria da via péssima.
O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) retomou recentemente a recuperação de vários trechos na região metropolitana e no litoral. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, é um trabalho de rejuvenescimento das estradas, com fresagem e aplicação de nova camada asfáltica, executado por empresa contratada pelo DER.
Na região, um dos trechos recuperados está em Tijucas do Sul, onde foram recuperados na última semana 5,7 quilômetros da PR 281. Outros trechos serão beneficiados. Este projeto do DER de recuperação na região metropolitana e litoral é da ordem de R$ 3 milhões.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email