sexta-feira, 20
 de 
maio
 de 
2022

Agricultura segura o país

A agricultura está segurando o Brasil, poderíamos até afirmar que vem salvando o país nos dois últimos anos. Com a crise na indústria e no comércio e a alta taxa de desemprego, coube ao setor agropecuário os números positivos de geração de receita. A expectativa para a safra de 2017 é super positiva, com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prevendo um aumento de 20,3% na produção em relação ao ano passado. Na região, também são esperados bons resultados nas lavouras de tabaco, batata, soja, milho e feijão. A torcida é grande.

O momento serve de contraste entre a indústria e a agricultura. Muitas pessoas que estão empregadas no setor industrial e comercial vivem momentos de apreensão em relação a manutenção dos seus postos de trabalho. Já aqueles que estão na agricultura não sofrem essa pressão e incerteza. Podem até não obter o resultado almejado, mas também não correm o risco de acordar sem ter o que fazer no dia seguinte.

O país precisa criar mecanismos que tornem todos os setores promissores, e que o trabalhador, seja da indústria ou da agricultura, não viva momentos de tamanha preocupação com sua renda. As reformas previstas pelo governo federal estão lentas e incertas, e o custo do poder público parece algo imutável. Um triste exemplo é que muitas empresas brasileiras estão se mudando para o Paraguai. Lá pagam menos impostos e o preço da energia elétrica é muito inferior ao praticado no Brasil.

Por enquanto, nossa terra e as mãos maravilhosas dos nossos agricultores estão fazendo a diferença, mas é preciso muito mais. E a nossa classe política precisa fazer sua parte. Por enquanto não estão produzindo nada neste sentido.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email