terça-feira, 15
 de 
junho
 de 
2021

Agricultores e Copel debatem sobre soluções para problemas de energia

Encontro reuniu agricultores, autoridades e representantes da companhia. Foto: Arquivo/O RegionalDois atos marcaram nesta semana a luta dos produtores de tabaco de Piên por melhorias no fornecimento de energia elétrica, serviço fundamental para garantir a qualidade do produto e para que os agricultores não sofram prejuízos. Nas últimas semanas, tem sido constante a reclamação dos fumicultores sobre problemas de quedas e oscilações de luz.

No domingo, um grupo de produtores organizou uma manifestação pacífica em frente à subestação da Companhia Paranaense de Energia (Copel), localizada na estrada que liga o Centro a Gramados. E na última quarta-feira, uma reunião foi realizada na câmara municipal, com a participação de agricultores, uma equipe da Copel e representantes do executivo e legislativo local.

Além das quedas e oscilações que prejudicam o processo e causam prejuízos aos produtores, outras reclamações foram apresentadas por um dos representantes da categoria, Douglas Anhaia, como demora no atendimento e realização de desligamentos para manutenção neste período da safra. O agricultor Abel Liebl, da localidade de Gramados, apontou que as últimas obras, inclusive com uma rede nova em sua região, acabaram piorando o serviço.

O prefeito Maicon Grosskopf, que esteve nos dois atos, relatou que os problemas estão acima da média neste ano. “Isto prejudica a qualidade do tabaco e em alguns casos ocasiona a perda de todo o produto que está nas estufas e queima de equipamentos. Olhem com carinho, são mais de 1 mil famílias produtoras”, citou. O presidente da câmara, Eduardo Ferreira, também defendeu a classe fumicultora e disse que este é um problema já de muitos anos.

O gerente da Copel, Cleber de Barros, justificou que é uma região de atendimento ampla e que muitas vezes os problemas são causados por quedas de galhos na rede ou sobrecarga. Disse que, apesar do número alto de produtores de fumo citado, apenas 672 estão cadastrados como fumicultores e é preciso que os agricultores façam essa atualização junto a Copel. Segundo ele, os consumidores cadastrados corretamente na atividade ficam entre os atendimentos prioritários da companhia e estas informações também ajudam a planejar novas ações e ampliações. A equipe da Copel citou ainda que nesta época somente são realizadas as manutenções emergenciais e relatou alguns investimentos realizados nos últimos anos.

Representantes do município de Agudos do Sul também estiveram presentes na reunião em Piên. Acompanharam o encontro os vereadores agudosulenses Genezio Ferreira e Cornélio Grosskopf e o advogado Natan Lacerda.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email