segunda-feira, 27
 de 
setembro
 de 
2021

A Agenda 2030 – Objetivo 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis

Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis é o que o ODS 11 da Organização das Nações Unidas (ONU) propõem. A garantia do acesso de todos à habitação segura, adequada e a preço acessível, e aos serviços básicos e urbanizar as favelas; o acesso a sistemas de transporte seguros, acessíveis, sustentáveis e a preço acessível para todos, melhorando a segurança rodoviária por meio da expansão dos transportes públicos, com especial atenção para as necessidades das pessoas em situação de vulnerabilidade, mulheres, crianças, pessoas com deficiência e idosos; o aumento da urbanização inclusiva e sustentável, e as capacidades para o planejamento e gestão de assentamentos humanos participativos, integrados e sustentáveis, em todos os países; o fortalecimento de esforços para proteger e salvaguardar o patrimônio cultural e natural do mundo; a redução significativamente do número de mortes e do número de pessoas afetadas por catástrofes e substancialmente diminuição das perdas econômicas diretas causadas por elas em relação ao produto interno bruto global, incluindo os desastres relacionados à água, com o foco em proteger os pobres e as pessoas em situação de vulnerabilidade; a redução do impacto ambiental negativo per capita das cidades, inclusive prestando especial atenção à qualidade do ar, gestão de resíduos municipais e outros; o acesso universal a espaços públicos seguros, inclusivos, acessíveis e verdes, particularmente para as mulheres e crianças, pessoas idosas e pessoas com deficiência, são metas a serem atingidas até o ano de 2030.

Logicamente que a cidade sustentável discute no mesmo patamar o meio ambiente, a economia e a questão social. Não há como dissociar estes três temas devido a interligação de cada um deles na vida das comunidades. A sustentabilidade é algo que pode garantir uma vida melhor neste planeta para nós mesmos. A natureza sem o homem sobrevive, já o inverso não é possível. Compete a nós construirmos um ambiente favorável aonde haja uma tendência à redução ou pelo menos estagnação das dificuldades que, por exemplo, as mudanças climáticas já têm nos colocado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email