quinta-feira, 7
 de 
julho
 de 
2022

Título do futsal fica com o Agudos City

Agudos City conquistou o título em uma partida de grandes emoções diante do forte time do Copacabana. Foto: Arquivo/O RegionalJogo aberto, movimentado, com expulsões e emoção até o apito final. Tendo todos estes ingredientes, a equipe do Agudos City conquistou no último sábado o título do campeonato municipal de futsal de Agudos do Sul – Taça Joani Soares “Graxa”. Os jogos finais foram acompanhados por um grande público que compareceu ao ginásio de esportes Tico Pires.

Primeiramente, houve a disputa do terceiro lugar entre os times do Vila Nova e do Los Guerreiros. Em um jogo de muitos gols, o Vila Nova aproveitou melhor as oportunidades e pelo placar de 5 X 3 garantiu a terceira colocação. Para os vitoriosos anotaram Wilton (3), Leonildo e Wyllian, descontando Adriano (2) e José Geovane.

Na sequência, entraram em quadra os finalistas Copacabana e Agudos City. Rápida e técnica, a equipe do Copacabana chegava com mais perigo nos minutos iniciais, mas esbarrava na forte marcação e na atuação segura do goleiro Junior. Em uma jogada isolada, houve um desentendimento e os jogadores Alan e Edimar foram expulsos, um de cada equipe. Antes do fim da primeira etapa, Genezio fez linda jogada individual e colocou o Agudos City em vantagem.

No segundo tempo, o Agudos City voltou melhor e Vágner aproveitou o rebote para ampliar a vantagem. A pressão continuou e em jogada parecida novamente Vágner fez o terceiro gol. Logo após, o Copacabana teve a expulsão de Fábio, que fez falta violenta. Apesar das várias chances criadas, o Agudos City não ampliou o marcador, muito por conta das várias defesas do goleiro Fábio. Nos minutos finais, o Copacabana aproveitou que o adversário estourou o limite de faltas e descontou em duas oportunidades com Murilo. No entanto, a reação parou por aí. Fim de jogo, vitória por 3 X 2 e festa para o Agudos City.

Ao final, foi realizada a solenidade de premiação. A equipe campeã recebeu R$ 1.000,00 e teve o goleiro Junior, como o menos vazado com 7 gols sofridos. O vice-campeão faturou R$ 500,00, o terceiro R$ 300,00, o qual teve também Wyllian como artilheiro da competição com 13 tentos marcados, e o quarto colocado ganhou R$ 200,00. “Foi um campeonato muito positivo, o primeiro após a revitalização do ginásio. Agradeço a todos que contribuíram, a equipe de arbitragem e ao público que prestigiou, teremos novas promoções neste segundo semestre”, destacou o diretor de Esportes, Evandro Zollner, relatando que foram arrecadados R$ 120,00 com cartões vermelhos e R$ 300,00 com amarelos. Já com as inscrições foram angariados R$ 1.400,00, sendo que uma equipe não pagou e estará impedida de participar em outros eventos.

Punições – De acordo com o Departamento de Esportes, os atletas expulsos irão cumprir um jogo de suspensão no campeonato municipal de futebol, que deverá ser iniciado no mês de julho. Para o atleta Fábio, do Copacabana, a punição será de dois jogos por falta temerária.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email