terça-feira, 28
 de 
maio
 de 
2024

Saúde de Piên atinge nota 10 no Previne Brasil

Piên está na liderança dos municípios da Região Metropolitana no ranking do Previne Brasil. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de Piên
Piên está na liderança dos municípios da Região Metropolitana no ranking do Previne Brasil. Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura de Piên
Cidade conquistou o primeiro lugar entre os municípios da Região Metropolitana no ranking de Indicadores de Desempenho do programa Previne Brasil 2023, do Ministério da Saúde

O trabalho desempenhado pelos profissionais que atuam na área da saúde em Piên, por meio da Atenção Primária, colocou o município como o primeiro colocado entre as cidades da 2ª Regional de Saúde no desempenho dos indicadores do programa Previne Brasil, do Ministério da Saúde, modelo de financiamento que destina recursos e investimentos aos municípios em conformidade com os resultados obtidos nos índices.

No primeiro quadrimestre deste ano, o município obteve a nota 9,77, e no segundo quadrimestre, de maio a agosto, Piên obteve a nota 10. O resultado ainda colocou a cidade como 14º colocado entre os 399 municípios do Paraná e 38º na Região Sul.

O prefeito Maicon Grosskopf avalia que esta nota reflete a qualidade do atendimento que é oferecido pela saúde de Piên. “Buscamos dia a dia a excelência em todas as áreas, já recebemos o título de cidade educadora e agora somos referência no Paraná quanto a área da saúde”, comemorou o prefeito, destacando ainda que os números apontam que Piên está no caminho certo e avançando cada dia mais. “Esse resultado é muito importante para o nosso município. Significa que estamos no caminho certo e conseguindo colocar a Saúde em ordem”, disse.

Para secretária de Saúde, Mayara Grosskopf, a atuação dos profissionais é crucial para o fortalecimento dos atendimentos e avanço dos índices da saúde. “Para que esses indicadores sejam atingidos é fundamental que as equipes estejam em sintonia com as metas do programa. São diversas ações que devem ser executadas e informadas para o Ministério da Saúde e isso nossa equipe tem feito com muito profissionalismo”, disse Mayara. Segundo ela, além de realizar os atendimentos é importante cadastrar todas as informações no sistema. “É necessário cadastrar, atualizar cadastros, lançar consultas, exames, atendimentos de puericultura, odontologia, vacinas, fazer relatórios diário”, esclarece.

O programa Previne Brasil foi instituído pelo Ministério da Saúde em 2019 e desde 2020 avalia as cidades em relação a alguns indicadores de saúde. Os indicadores abrangem estratégias e ações da atenção primária no acompanhamento de pré-natal, saúde da mulher, saúde da criança e no acompanhamento relacionado à doenças crônicas.

Além de classificar os municípios, o Previne Brasil busca a estruturação de um modelo de financiamento focado em aumentar o acesso das pessoas aos serviços da Atenção Primária e o vínculo entre população e equipe, com base em mecanismos que induzem à responsabilização dos gestores e dos profissionais pelas pessoas que assistem.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email