sexta-feira, 3
 de 
dezembro
 de 
2021

Rio Negro lança projeto para minimizar falhas na aprendizagem por conta da pandemia

O projeto Superação tem por objetivo retomar conteúdos que os estudantes apresentam dificuldades. Foto - Prefeitura de Rio Negro

A prefeitura de Rio Negro através da Secretaria de Educação, buscando a melhoria na qualidade da ensino e consequente avanço na qualidade de vida e progressão das crianças e suas famílias lança o projeto Superação.

Segundo a prefeitura, a pandemia trouxe demandas diferenciadas para o contexto de ensino e aprendizagem. 

O projeto Superação é uma ferramenta que visa oportunizar a recuperação da aprendizagem, priorizando ações qualitativas na educação, com foco no letramento em leitura e escrita  e letramento matemático.

O projeto funcionará em forma de reforço escolar simultâneo a todos os alunos do ensino fundamental, conduzindo-os ao desenvolvimento das habilidades apontadas como críticas e superando as defasagens já diagnosticadas. O mesmo contará com três frentes que atuam de maneira articulada:

–  Aquisição de material didático específico para o aluno e para o professor;

– Formação continuada, nas modalidades presencial e à distância;

– Acompanhamento e verificação do rendimento das turmas no percurso do projeto, bem como bimestralmente.

O conteúdo abordado em sala durante a ação será direcionado para as habilidades apontadas como não desenvolvidas ou em desenvolvimento, segundo os resultados das avaliações diagnósticas da Secretaria Municipal de Educação no ano de 2021, referentes aos anos contemplados para o projeto.

Serão também utilizados como norte os conteúdos do Currículo Mínimo, seguindo sua temporalidade e buscando as habilidades que constituem pré-requisitos para aquisição dos conteúdos para ingresso no ano seguinte. As atividades do projeto podem ou não interagir com  o conteúdo que estiver sendo trabalhado pelo professor regente.

O projeto será desenvolvido todas as terças e quintas-feiras e o tempo será dividido em 2 horas para Língua Portuguesa e 2 horas para Matemática e as apostilas serão impressas e distribuídas às escolas na versão aluno e professor, contendo as respectivas informações de atividades de cada um.

A formação do professor é levada em prioridade – O projeto prevê ações de formação continuada para a equipe de professores responsáveis por mediar as aulas das turmas, ou seja, professor regente e coordenador pedagógico passarão por uma formação de 8 horas de capacitação mensal, sendo dividida entre presencial e à distância.

Nessas formações, são apresentados os conteúdos do período correspondente, a metodologia a ser utilizada e os materiais relacionados. Também há espaço para o aprendizado compartilhado e a troca de experiências sobre as aulas realizadas. Nas atividades de formação à distância os professores poderão se comunicar com seus colegas de projeto e com os Formadores para sanar dúvidas, aprofundar o conhecimento sobre os conteúdos e a metodologia e dar o feedback sobre o andamento das aulas.

 



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email