sexta-feira, 23
 de 
fevereiro
 de 
2024

Reis mantêm tradição na região. Em Agudos, crianças visitam casas e promovem solidariedade

Grupo de reis em frente ao presépio no santuário em Piên. Foto: O Regional
Grupo de reis em frente ao presépio no santuário em Piên. Foto: O Regional
Grupos da região realizam tradicional visitam às casas em referência aos Reis Magos que visitaram Jesus. Em Agudos do Sul, crianças assumiram missão de levar mensagem e de conseguir ajuda para população de países pobres

 

No início de cada ano, é mantida na região a tradição dos grupos de reis que visitam as famílias. Durante os últimos dias, principalmente neste final de semana, foi grande a movimentação de cânticos e orações neste sentido em várias cidades do suleste paranaense. O costume é alusivo ao Dia de Reis, comemorado anualmente em 6 de janeiro e que faz memória da visita dos Reis Magos que visitaram o menino Jesus recém-nascido.

Um dos grupos do município de Piên participou na missa dominical deste dia 8 no Santuário de Nossa Senhora das Graças. O padre Thiago Zella Hoffmann disse que é um momento bonito. “Uma festa cultural e tradicional que, ao chegar à nossa casa, comunica que aquele menino que nasceu nesse Natal e que nós o colocamos no presépio, é Deus e, sendo Deus, é o Senhor da nossa vida, da nossa história”, ressalta.

No município, a maioria das comunidades teve grupos de reis neste ano. “Obrigado aos grupos da paróquia. Que todas as famílias que puderam receber esta visita e esta mensagem possam se alegrar neste ano com a presença de Jesus em sua casa e em sua vida”, destaca o padre, incentivando a formação de mais equipes.

Em Agudos do Sul, a tradição neste ano foi marcada pela participação das crianças, que encantaram as famílias e ainda promoveram solidariedade. A ação foi incentivada pela Diocese de São José dos Pinhais, da qual Agudos faz parte e que aderiu à campanha Pequenos Reis Magos do Brasil.

A campanha tem o objetivo de angariar recursos para as crianças em situação de vulnerabilidade de países subdesenvolvidos e conscientizar as crianças brasileiras sobre a realidade de outros países. Além de despertar a solidariedade, a ação promove o espírito missionário.

O padre Fabiano de Lima explica que Agudos tem a tradição dos ‘reis adultos’ há muito tempo em várias comunidades, algumas até com cantos em polonês, e que a iniciativa neste ano com os ‘reis mirins’ foi promover um contato mais próximo da catequese com as famílias e atender a proposta diocesana. Assim, crianças visitaram as casas levando a mensagem de reis.

Segundo o padre, além do objetivo de benção das famílias, as visitas também angariaram ofertas para serem enviadas para crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade. “Crianças ajudando crianças. A ação levou essa presença, esse encontro com Deus, e teve essa oferta para ser enviada a Pastoral da Criança de países pobres aqui da América e da África”, finaliza.

Pequenos Reis visitam casas em Agudos do Sul. Foto: Divulgação
Pequenos Reis visitam casas em Agudos do Sul. Foto: Divulgação
Grupo de reis no santuário em Piên. Foto: O Regional
Grupo de reis no santuário em Piên. Foto: O Regional

 



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email