terça-feira, 9
 de 
agosto
 de 
2022

Região registra saldo positivo na abertura de empresas em 2022

Baked Cake inaugurou neste mês em Mandirituba. Foto: Arquivo/O Regional

Segundo dados do Painel Mapa de Empresas, 1.272 negócios foram abertos e 517 fechados

As cidades da região totalizaram nos primeiros meses do ano 1.272 aberturas de empresas. Os números incluem microempreendedores individuais.
O número de empresas extintas, ou seja, as que foram fechadas, foi de 517. Um dos negócios abertos está em Mandirituba, a Baked Cake.

As empreendedoras Fernanda Pianowski Hanysz e Amanda Pinheiro são amigas e iniciaram a venda de pães, bolos e doces por encomenda. “Sempre gostamos de inovar e não encontrávamos alguns itens aqui em Mandirituba para fazer nossos produtos, como embalagens diferentes, chocolates nobres e confeitos. Um dia tivemos a ideia de abrir uma loja, depois de ter que ir dirigindo para Curitiba só para buscar dois quilos de chocolate que tinham faltado para concluir uma encomenda”, conta Fernanda.

As empreendedoras concretizaram a ideia e nos últimos 10 meses decidiram abrir a loja. Elas afirmam que encontraram alguns contratempos, mas que nunca perderam a fé. “Foram três meses correndo atrás de fornecedores, sala comercial e papelada burocrática. Conseguimos inaugurar a loja no sábado dia último dia 9 e foi sucesso”, explicam.

A Baked Cake oferece produtos diferenciados para que amantes da cozinha e confeiteiras de Mandirituba e região não precisem mais se deslocar tão longe, pagando pedágio. “Nossa intenção é cada vez mais trazer novidades para que todos possam inovar e vender mais, ou fazer aquela renda extra em datas comemorativas, por exemplo. A confeitaria é uma área muito linda, o pessoal é muito dedicado e merece diversidade e qualidade na hora de produzir”, afirmam.

De acordo com Fernanda e Amanda, o ramo que elas atuam é a venda de produtos para confeiteiras, donas de casa e pessoas que gostam de cozinhar e fazerem seus bolos, doces e tortas. Além disso, elas fazem a venda de chocolates nobres, chocolates para cobertura, confeitos, pastas saborizantes para recheios, recheios prontos, corantes alimentícios, itens para cozinha, formas e embalagens.

Mais Perto começou a funcionar em janeiro em Piên. Foto: Arquivo/O Regional

Empreendedores de Piên, Joelma Buba, Joel Rodrigues da Veiga e Arildo Buba abriram no mês de janeiro o mercado Mais Perto, na Campina dos Maia. Arildo e Joelma já eram empreendedores e trabalhavam na área de refrigeração e com roupas. “O mercado que eles atuavam estava com bastante dificuldade. Então pensamos em montar um negócio juntos”, conta Joel.

No fim de 2021, pensaram no ramo de alimentação. “Esse nicho sempre nos chamou a atenção. Uma das coisas que não queríamos era trabalhar com comida pronta, por uma série de questões”, afirma. Após estudar a ideia de abrir um minimercado, uma mercearia, começaram a procurar um local. “A gente deu de cara com esse ponto, que estava fechado. Tivemos a grata surpresa do local ser do seu Antônio Negrelli”, narra.

Segundo Joel, Negrelli deu um apoio fundamental aos empreendedores. “Neste mesmo local ele [Antônio], já tinha tocado um mercado. Ele nos disse que a comunidade local estava pedindo a abertura de um novo mercado aqui”, afirma. Com economias guardadas, com o local certo, foi aberto o Mercado Mais Perto. Em 40 dias se concretizou a ideia com a abertura do local que deve facilitar a vida dos pienenses que moram na comunidade. Entre os principais desafios apontados pelos empreendedores está a alta concorrência de mercado.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email