terça-feira, 22
 de 
junho
 de 
2021

Região fecha o ano de 2020 com saldo de 4,2 mil novas empresas

Números relacionados à abertura de novas empresas foi positivo nas cidades da região. Foto: José Fernando Ogura/AENMesmo com o cenário da pandemia, que causou reflexos na economia nacional, as cidades do suleste paranaense registraram, entre janeiro e dezembro de 2020, um saldo positivo de 4,2 mil novas empresas, conforme os dados disponíveis no Painel Mapa Empresas, plataforma do Governo Federal. O saldo é referente a diferença entre as 6.045 constituições e 1.824 extinções de empreendimentos.

No comparativo entre as constituições do ano passado e as de 2019, houve uma alta de 11% em novas aberturas e uma queda de 12% no número de empresas fechadas. Conforme o levantamento, Fazenda Rio Grande tem o melhor saldo em novos empreendimentos ao longo de 2020, com 2.512, seguida por Lapa e Rio Negro, com 491 e 275 constituições, respectivamente. Foram observadas pequenas quedas, no entanto, em Agudos do Sul, Contenda e Quitandinha.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Fazenda Rio Grande, Tiago Wandscheer, os resultados obtidos no ano passado foram positivos devido as Micros e Pequenas Empresas e principalmente pela abertura de Microempreendedores Individuais (MEI’s). “Devido à pandemia muitos trabalhadores (CLT) migraram para serem pequenos empreendedores, isso foi o que impulsionou a economia e fomentou o comércio local, somando ao auxílio emergencial que o Governo Federal concedeu injetando mais de R$ 130 milhões na economia do município”, avalia.

Segundo Wandscheer, a expectativa é grande para a constituição de novos empreendimentos em Fazenda Rio Grande. “Diariamente, recebo empresários buscando conhecer mais sobre o nosso Programa Municipal para Atração de Investidores (PMAI). Somos uma cidade que está em destaque no cenário estadual pelo progresso e constante crescimento que vivemos, somado com a nossa excelente localização geográfica, que faz com que empresas, de diversos portes, busquem se instalar em nosso município”, detalha o secretário, pontuando as ações desempenhadas pelo poder público para a atração de empresas. “A Secretaria está trabalhando para somar forças com a Associação Comercial e Industrial de Fazenda Rio Grande e com o Conselho de Desenvolvimento Econômico do Município para aumentar a visibilidade de Fazenda Rio Grande no cenário nacional e internacional através de obras estruturantes em nossas áreas industriais e desburocratizar o processo de instalação de novas empresas. Somando com o PMAI onde estamos apresentando a cidade em diversas Câmaras Internacionais, como exemplo no mês de janeiro o representante do Governo da Província de Hyogo, onde a matriz da multinacional Sumitomo Rubber está instalada, Nobuyiki Nagata, esteve visitando a cidade para fortalecer os laços empresariais e econômicos”, finaliza.

Na última semana, o governador Carlos Massa Ratinho Junior comentou sobre as atividades do Estado, por meio a Junta Comercial, no auxílio para a abertura de novos empreendimentos. “Logo no início da nossa gestão, lançamos o programa Descomplica, que torna o sistema da Junta Comercial 100% digital, facilitando o trabalho dos empreendedores. Com isso, conseguimos zerar a fila de processos que estava represada no órgão”, afirma o governador, reiterando a retomada da economia paranaense. “Tivemos um ano difícil em vários sentidos, mas o povo paranaense mostrou mais uma vez o quanto é trabalhador e, mesmo com a crise, busca novas oportunidades de negócios. O alto número de empresas abertas em 2020 demonstra esse dinamismo”, disse.

Painel Mapa de Empresas. Arte: O Regional

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email