sábado, 21
 de 
maio
 de 
2022

Prefeituras estimam R$ 95 milhões em obras e serviços rodoviários em 2015

Manutenção das estradas concentra a grande maioria dos investimentos destinados à secretaria/Foto: O RegionalUm dos setores essenciais e que retém uma parcela significativa do orçamento das prefeituras, é a Secretaria de Serviços Rodoviários e de Obras. Você já sabe quanto seu município investe neste setor? Quantos quilômetros de estradas possui?
Estas são apenas algumas das curiosidades da população, que exige bastante desta área, especialmente na recuperação das estradas. No entanto, este serviço engloba uma série de atendimentos, que vão além com reparos em bueiros, pequenas melhorias e reformas.
Na região, boa parte da malha viária ainda não é contemplada com pavimentação e com isso a manutenção tem que ser constante. Na cidade da Lapa, o desafio é ainda maior, já que o município é o maior em extensão territorial e conta com 4 mil quilômetros de estradas somente na área rural. “São vários pontos que dificultam os trabalhos. Entre eles estão poucas minas de saibro com qualidade, excesso de peso nas estradas e o alto custo de manutenção da frota de máquinas”, relatou o secretário de Infraestrutura, Obras e Transporte, Joaquim Manoel de Souza Neto, destacando que no ano passado a prefeitura gastou R$ 578 mil em óleo diesel e R$ 462 mil em manutenção de maquinário.
A realidade é um pouco diferente em Fazenda Rio Grande. Atualmente, dos 327 quilômetros de vias urbanas, cerca de 65% dispõe de pavimentação. “Esperamos chegar em 2016 com 95% dessas ruas asfaltadas. Para isso, serão destinados até o próximo ano R$ 52 milhões em obras neste sentido”, relatou o secretário Municipal de Administração, Claudemir José de Andrade. Já na área rural, a cidade conta com cerca de 100 quilômetros de estradas que recebem manutenção rotineira.
Em muitos municípios, as prefeituras enfrentam dificuldades com a falta de maquinários, de material e de profissionais capacitados. Além disso, este é um dos primeiros setores que recebem cortes no orçamento quando é necessário a realização de economia.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email