quarta-feira, 10
 de 
agosto
 de 
2022

Preços dos produtos de Páscoa variam até 170,21%

Ovos de páscoa. Foto: SECSA pesquisa de preços de produtos típicos da Páscoa – ovos, coelhos e caixas de bombons – realizada pelo Procon-PR mostra que as diferenças de preços chegam a até 170,21% para um mesmo item comercializado em diversos estabelecimentos.
É o caso do Ovo Minnie com Maleta (150g), da Garoto, encontrado por preços que variam entre R$ 31,45 e R$ 84,98. Outra diferença significativa está no tablete Kinder Bueno (39g), da Ferrero Rocher, com preços entre R$ 2,68 e R$ 5,49, ou seja, 104,85%. A menor diferença, com variação de 0,20%, foi a da Cobertura de Chocolate Meio-Amargo (500g), com valores entre R$ 19,90 e R$ 19,94.
“Como existe uma grande diferença nos preços é importante que o consumidor faça uma pesquisa prévia,” orienta a diretora do Procon-PR, Claudia Silvano. Ela lembra que além de supermercados, lojas e similares, há também fabricantes que possuem lojas próprias. “A pesquisa vale como instrumento de apoio na hora da compra porque fornece uma lista da variedade e dos preços praticados no mercado”, avalia.
O levantamento de preços do Procon-PR foi realizado entre 7 e 9 de março, abrangendo 185 itens, em 10 estabelecimentos comerciais, em vários bairros de Curitiba.
A pesquisa de preços pode ser acessada na Internet, no endereço, www.procon.pr.gov.br, no link “pesquisas e os preços pesquisados podem sofrer alteração”.
RECOMENDAÇÕES – Além de pesquisar os preços, o Procon-PR orienta os consumidores que verifiquem a veracidade das ofertas e promoções. “Devem ser conferidas as informações de materiais de divulgação como folhetos, anúncios ou qualquer outro veículo publicitário. Toda ou qualquer informação incorreta ou falsa é considerada como propaganda enganosa, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor”, avalia Claudia Silvano.
A qualidade dos produtos também não pode ser esquecida. O consumidor precisa estar atento às especificações contidas nas embalagens dos que devem indicar, entre outros dados, o peso, a validade e a composição, além de dados do fabricante. No caso de ovos Diet e Light, a atenção deve ser redobrada quanto às informações sobre a composição e outras recomendações.
As embalagens devem estar em perfeito estado, sem rasgos ou perfurações, e o peso dos ovos, caixas de bombons e coelhos deve coincidir com o descrito na embalagem – que marcas diferentes com a mesma numeração não indicam, necessariamente, o mesmo peso ou tamanho.
Alguns cuidados precisam ser tomados com os produtos que trazem brinquedos ou brindes, principalmente quando se trata de crianças pequenas que costumam levá-los à boca. O consumidor deve verificar se a embalagem traz o selo do Inmetro e a faixa etária a que se destina, tudo em português, mesmo no caso de itens importados.
Produtos sem especificações e identificação do fabricante não devem ser adquiridos, uma vez que não há como o consumidor garantir seus direitos caso ocorra algum problema.
Os fornecedores de produtos fabricados artesanalmente, além de terem que seguir as mesmas regras de comercialização dos industrializados, também são obrigados a fornecer nota fiscal. Ela é a principal garantia do consumidor em caso de troca ou reclamação.

Fonte: AEN

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email