quarta-feira, 4
 de 
agosto
 de 
2021

Polícia fez trabalho minucioso para chegar a Jailson Ratinho

Viaturas nas proximidades do local onde Jailson foi encontrado. Foto: O Regional

Um trabalho longo e minucioso foi desenvolvido pela Polícia Civil de Fazenda Rio Grande, que atende Agudos do Sul, para chegar até Jailson Ratinho, acusado de abuso contra menor e que acabou sendo morto no final da tarde desta quarta-feira (14). As horas que se sucederam ao fato foram de intensa movimentação de viaturas na cidade de Agudos, principalmente no entorno da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Moyses Lupion e nas proximidades de local onde ele foi encontrado.

Jailson já tinha passagens pela polícia. A movimentação policial em torno dele se intensificou no final de junho, quando, depois de ter sido acusado de estupro em Agudos e de ter sido detido, ele fugiu da delegacia de Fazenda Rio Grande no dia seguinte. A partir daí, uma força-tarefa da polícia passou a ser executada em sua busca.

Na noite de terça-feira (13), em uma reunião sobre segurança pública na câmara de Agudos do Sul, o investigador Vanderlei Caixão afirmou que as forças policiais iriam pegar Jailson. “Vamos dar uma resposta à população de Agudos. Nós vamos pegar ele”, disse. No dia seguinte à declaração, o procurado foi encontrado.

Ele foi avistado perto da casa de sua família no final da tarde desta quarta, nas proximidades do estádio municipal Alfredo Caetano dos Santos. Os policiais então iniciaram o cerco e chegaram até ele em uma cabana que seria o local onde se escondia, próximo à pedreira do Morro Agudo. Segundo a polícia, ele reagiu com uma faca, inclusive ferindo um dos quatro policiais da operação. Foram efetuados três disparos, dos quais um o acertou.

A polícia acionou o serviço de saúde do município, que deslocou uma ambulância até o local. Jailson teria morrido ainda no caminho até a Unidade Moyses Lupion. Seu corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) na UPA por volta das 21 horas. Além do carro do IML, viaturas do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Criminalística e da Divisão de Homicídios, além de outros veículos das polícias Civil e Militar, estiveram na cidade.

Outra informação é de que na noite anterior ele teria voltado a rondar a casa da vítima de abuso, o que consta em boletim de ocorrência, segundo a polícia. Jailson, de 28 anos, era acusado de vários crimes no município.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email