sexta-feira, 25
 de 
junho
 de 
2021

Paraná suspende o retorno das aulas estaduais de forma presencial

foto-aula_Easy-Resize.comO Paraná suspendeu na última sexta-feira o retorno das aulas presenciais nos colégios. A rede privada de ensino está liberada para o modelo híbrido. A decisão levou em consideração o cenário da pandemia.

As aulas vão continuar de forma remota com os encontros virtuais realizados pelos professores no horário combinado no calendário das unidades de ensino, sem prejuízo da formação educacional de milhares de jovens e adolescentes.

A Secretária de Estado da Saúde informou na última quinta-feira que o Paraná registrou mais de 13 mil mortes, desde o início da pandemia. O ato também foi influenciado pela alta taxa de ocupação de leitos em hospitais públicos e privados, que ultrapassam 90% desde a semana passada em todas as regiões do estado.

O secretário de educação Renato Feder disse que a atitude foi tomada em conversa com o governador Ratinho Junior e o secretário estadual de saúde Beto Preto. “A escola é um ambiente seguro e tem seus protocolos, mas avaliamos que para a escola e para os servidores não é o momento de retornar”, argumentou o secretário.

O governador explicou que mesmo que a atividade seja considerada essencial, a medida ainda precisa ser tomada porque o estado vive uma série de casos não controlados. “Atividades essenciais deixam de ser essenciais neste momento que estamos passando. É uma atividade essencial quando se tem um patamar de controle, agora estamos em um momento de descontrole”, afirmou o governador.
Para o retorno presencial dos estudantes é necessário avaliar diariamente a evolução dos casos e a transmissão do vírus. O governo e a Seed informaram que as aulas deverão continuar de maneira remota.

Os estudantes estão sem aulas presenciais desde março do ano passado, quando começaram a valer as medidas restritivas. Também foram paralisadas as aulas de universidades públicas, privadas e escolas particulares.

O ano letivo de 2021 teve início no dia 18 de fevereiro e está sendo transmitido por meio da Aula Paraná, TV aberta, YouTube, aplicativos e Google Meet. Além da interação, atividades impressas são disponibilizadas pela instituição de ensino escolar.

Também houve mudanças em redes municipais, em Campo do Tenente, as aulas no modelo híbrido seriam retomadas ontem, no dia 18 de março. Mas de acordo com a secretária de educação Cleusa Komarchewski é o momento de ter muita cautela. “Estamos enfrentado a pior fase desde o início da pandemia, chegamos à situação de alto risco de alerta, por isso pedimos que fiquem em casa”, disse. A secretária frisa que as atividades continuarão no modelo remoto e que a reabertura das escolas dependerá de um cenário mais seguro.

Em Piên, as aulas estavam previstas para começarem na última segunda-feira.

A secretária de educação da cidade explica que a medida, foi analisada, com a evolução da doença na região nas últimas semanas. “Todas as nossas escolas estavam preparadas para receber os alunos, seguindo todos os protocolos de segurança indicados” frisou Clarisse Fragoso. Mesmo seguindo todas as medidas, a secretaria achou mais prudente adiar o retorno das crianças na escola para garantir mais segurança para alunos e professores.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email