domingo, 5
 de 
dezembro
 de 
2021

Paraná mantém qualidade das águas para banho no Litoral e Interior

Boletim de balneabilidade. Foto: Arnaldo Alves/AENterceiro boletim de balneabilidade emitido pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) nesta sexta-feira (3), confirma que as águas do Estado se mantêm próprias para banho no Litoral e no Interior. No Litoral, apenas  Ponta da Pita, em Antonina, continua como local impróprio para banho. Nas praias de água doce nas costas Oeste e Norte, todos os locais monitorados apresentam qualidade para banho.

“Vistas de cima, as praias podem aparentar água mais escurecida, mas isso se deve apenas à areia mais escura que o Estado possui”, explica a diretora de Monitoramento Ambiental e Controle da Poluição do IAP, Ivonete Coelho da Silva Chaves. “Nossas praias estão entre as mais limpas do país”, completa.

Anualmente, técnicos do IAP monitoram a qualidade das águas no período de maior fluxo de veranistas para avaliar a concentração de bactérias Escherichia coli (E.coli) na água. Quanto maior a quantidade da bactéria na água, maior a possibilidade da existência de agentes patogênicos, que podem colocar em risco a saúde dos banhistas, provocando problemas gastrointestinais, como vômitos e diarreias.

Litoral – São 49 pontos de toda a orla monitorados pelo IAP: 13 em Guaratuba, 14 em Matinhos, 11 em Pontal do Paraná, seis na Ilha do Mel, três em Morretes e dois em Antonina.

Vale alertar os veranistas que, além dos 49 locais monitorados semanalmente no Litoral, o boletim mostra dez rios, canais e galerias considerados permanentemente impróprios para banho, independentemente da época do ano. No boletim eles estão destacados em letras maiúsculas.

Interior – No Interior são monitorados pontos de prainhas e rios nas cidades de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Marechal Cândido Rondon e Primeiro de Maio.

Sinalização – Como em anos anteriores, o veranista pode se orientar de acordo com as bandeiras na orla das praias, nos rios e nos reservatórios, que indicam se os locais estão próprios ou impróprios para banho.

A sinalização aponta a condição da água a 100 metros à direita e à esquerda de cada bandeira. A cor vermelha aponta que a água não é recomendada e a azul que a região está própria para banho.

Divulgação – Os boletins são divulgados todas as sextas-feiras durante a temporada de verão. Os veranistas podem conferir, semanalmente, no site do IAP.

Fonte: AEN

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email