sábado, 25
 de 
maio
 de 
2024

Paraná envia helicóptero para auxiliar atendimento em Santa Catarina

O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou o envio de uma equipe e de um helicóptero do BPMOA. Foto: Geraldo Bubniak/AEN
O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou o envio de uma equipe e de um helicóptero do BPMOA. Foto: Geraldo Bubniak/AEN
A equipe aérea, formada por quatro militares, fará um trabalho precursor, recebendo as orientações das forças de segurança de Santa Catarina para a execução da missão. Os profissionais vão atuar por tempo indeterminado no estado

 

O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou o envio de uma equipe e de um helicóptero do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) para auxiliar nas operações de Defesa Civil na região de Rio do Sul, em Santa Catarina. A princípio, a aeronave Falcão 08 partiria neste domingo (8), mas por causa das condições do tempo no Paraná, o embarque está previsto para a segunda-feira (9).

A missão foi determinada por Ratinho Junior, após contato com o governador catarinense Jorginho Mello. Ele também prestou solidariedade às pessoas afetadas pelos temporais que atingem o estado desde o início da semana, “Somos estados-irmãos. O povo de Santa Catarina sabe que não há fronteira para a solidariedade dos paranaenses”, afirmou Ratinho Junior.

A equipe aérea, formada por quatro militares, fará um trabalho precursor, recebendo as orientações das forças de segurança de Santa Catarina para a execução da missão. Os profissionais vão atuar por tempo indeterminado no estado. A equipe é composta pelo major Alexandre Creplive Zem, 1º tenente Leonardo Andri Doris, cabo Rudy Prestes Carvalho e pelo cabo Wilson Magalhães Junior.

O comandante do BPMOA, major Márcio Valim de Souza, afirmou que a equipe parte para o estado assim que as condições meteorológicas permitirem um voo seguro e favorável. “O Paraná presta, constantemente, ajuda a outros estados em situações de emergência. Mais uma vez, o governador se solidarizou com as condições em Santa Catarina e determinou o auxílio ao estado, assim como já ocorreu em outras ocasiões”, disse.

Ele explicou que o helicóptero é equipado para salvamento e socorro. A equipe vai se apresentar no Colégio Dom Bosco, base de operações aéreas em Santa Catarina. “Nossos oficiais vão obedecer ao comando de lá, podendo atuar na busca de pessoas, resgate, envio de mantimentos. As missões são as mais variadas possíveis”, disse. Geralmente a aeronave é empregada quando os meios convencionais não dão conta. É mais um recurso para dar resposta às calamidades”.

CHUVAS — De acordo com a Defesa Civil de Santa Catarina, 120 municípios foram afetados pelas fortes chuvas que atingem o Estado desde a última terça-feira (3), sendo que 54 decretaram situação de emergência.

Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, deve enfrentar uma enchente de 14 metros, segundo comunicado da Defesa Civil. Na noite de sábado, o Rio Itajaí-Açu chegou ao nível de 9,33 metros. As projeções no município indicam um cenário similar ao de 2011, quando o rio chegou a 12,98 metros.

A previsão do tempo confirma instabilidade em todo estado neste domingo, com a ocorrência de temporais acompanhados de chuva intensa e volumosa. Há risco alto a muito alto para ocorrências como alagamentos, deslizamentos, enxurradas e inundações graduais.

Os acumulados devem variar entre 30 e 50 mm entre o Extremo Oeste e o Litoral Sul. Os maiores acumulados devem ficar concentrados entre o Meio-Oeste, Vale do Itajaí, Grande Florianópolis e Norte do estado, onde os volumes variam entre 50 e 70 mm, podendo ser ultrapassados pontualmente. À tarde não se descartam temporais no norte catarinense, principalmente nas áreas próximas à divisa com o Paraná.

PARANÁ – Assim como Santa Catarina, o Paraná também é afetado pelas chuvas. A Coordenadoria Estadual da Defesa Civil continua acompanhando e orientando os municípios. O Centro Estadual de Gestão de Risco de Desastres (Cegerd) está auxiliando na elaboração da documentação para o decreto de situação de emergência, além de enviar alertas à população pelo SMS 40199.

O órgão também está distribuindo telhas, colchões e outros produtos aos municípios mais afetados. Já foram enviadas 18.100 telhas, 650 kits dormitórios,710 colchões, 584 kits higiene e 484 cestas básicas às cidades de Paula Freitas, Mangueirinha, São Jorge do Oeste e Paula Frontin.

Segundo o relatório de ocorrências atualizado às 10h deste domingo, 35 municípios foram atingidos pelos temporais desde a terça-feira, que afetaram 8.260 pessoas. No momento, 136 pessoas estão desalojadas e 63 desabrigadas. Três pessoas ficaram feridas e 1.878 casas foram danificadas.

As condições do tempo monitoradas pelo Simepar mostram que ao longo da madruga e neste início de manhã, foram registradas pancadas de chuvas acompanhadas de descargas elétricas e rajadas de ventos moderados a fortes, atingindo principalmente as regiões noroeste e norte do estado. Nas demais regiões, pancadas de chuvas isoladas com alguns raios. O acumulado de chuva chegou a ultrapassar os 60 milímetros em Curitiba e Palmas e passou de 80 milímetros em Jaguariaíva.

 

Fonte: Agência Estadual de Notícias

 



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email