sábado, 15
 de 
junho
 de 
2024

Paraná é premiado com o Selo de Mérito e ganha reconhecimento pela política habitacional

Governador Ratinho Junior enalteceu o recebimento do prêmio. Foto: Jonathan Campos/AEN
PGovernador Ratinho Junior enalteceu o recebimento do prêmio. Foto: Jonathan Campos/AEN
Nomeada como Casa Fácil Paraná, iniciativa premiada envolve a concessão de subsídios financeiros para custear parte do valor de entrada de imóveis financiados pela Caixa Econômica, em parceria com o banco, iniciativa privada e os municípios

O governador Carlos Massa Ratinho Junior comemorou, nesta quarta-feira, o recebimento do prêmio pelo Estado devido ao programa Casa Fácil Paraná. O troféu Selo de Mérito, que reconhece as melhores práticas do poder público voltadas ao setor no Brasil.

Organizada anualmente pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) e o Fórum Nacional de Secretários da Habitação e Desenvolvimento Urbano, a premiação foi entregue no evento Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS), na última semana, em Brasília.

De acordo com Ratinho Junior, o troféu coroa o trabalho de fortalecimento das políticas públicas voltadas ao fomento da construção de novas moradias no Estado ao longo dos últimos quatro anos. “Quero dividir com toda a população do Paraná este prêmio Selo de Mérito, e comemorar junto com a equipe da Cohapar, que trabalhou na elaboração e execução deste programa, o recebimento do troféu entregue pela Associação Brasileira das Cohabs pelo programa Casa Fácil, que é uma referência em habitação para o Brasil”, disse.

Ainda conforme o governador, o programa estadual tem apresentado resultado positivos para muitas famílias. “O Casa Fácil é um programa que nos orgulha porque ajuda quem precisa, dá moradia digna para os paranaenses. Foram praticamente 32 mil famílias beneficiadas em dois anos do programa, com um investimento estadual de R$ 450 milhões, ajudando estas famílias a darem a entrada na compra da casa própria”, completou.

O programa foi criado em 2021 e concede R$ 15 mil de subsídio para famílias com renda de até três salários mínimos para abatimento do valor de entrada de imóveis financiados pela Caixa Econômica no âmbito do programa Casa Verde e Amarela.

O benefício é concedido para empreendimentos habilitados pelas construtoras em um chamamento público da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e todo o processo é feito de forma digital.

Os aportes estaduais somam-se a outros descontos e juros reduzidos do programa federal, além da possibilidade de uso do saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para abatimento do valor financiado.

O Casa Fácil também prevê a possibilidade de doação de terrenos pelas prefeituras como contrapartidas aos projetos, cuja isenção de custo aos compradores também contribui com prestações mais baratas.

O presidente da Cohapar, Jorge Lange, destacou o andamento do programa. “O programa gerou 100 mil empregos e movimentou cerca de R$ 8 bilhões de investimento no Estado através das obras”, destacou Lange, enaltecendo que mais famílias deverão ser beneficiadas. “Nosso compromisso é fazer mais 40 mil casas nos próximos quatro anos, consolidando o maior programa habitacional da história do Paraná”, complementou.

Exemplo – Durante o fórum, o Paraná foi citado por diferentes participantes como um modelo de sucesso. Membros do painel de discussões exaltaram como as parcerias firmadas pelo governo do Estado com o governo federal, a iniciativa privada e os municípios deu eficiência aos projetos.

O secretário nacional da Habitação, Alfredo Santos enalteceu que o Casa Fácil fez com que o Paraná obtivesse mais capilaridade em suas políticas habitacionais, um obstáculo para a maior parte dos estados. “O Paraná colocou um grande volume de recursos em seu programa, o que permitiu que as operações imobiliárias chegassem a mais cidades. Depois de São Paulo, é o primeiro Governo a ter uma abrangência de construção de casas em nível estadual desde a criação do programa federal, em 2009”, afirmou.

Para a vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica, Henriete Sartori Bernabé, a atuação do Paraná contribuiu com o avanço da modalidade de parcerias do programa Casa Verde e Amarela. “Entre aquelas parcerias que já conseguimos efetivar, o Paraná tem sido um exemplo de muito sucesso”, avaliou.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email