segunda-feira, 27
 de 
setembro
 de 
2021

Pandemia favorece para vendas e consumo de pizzas na região

Pizzarias adaptaram sistema para entregas dos produtos aos clientes no período de pandemia e restrições. Foto: Divulgação

Em 10 de julho é lembrado o ‘Dia Mundial da Pizza’. Mesmo que não tenha sido criado no Brasil, o alimento é uma das coisas que o brasileiro ama, pela sua praticidade, gosto e valor. Estima-se que sejam produzidas no país 1 milhão de pizzas, o que movimenta R$ 22 bilhões por ano.

A receita foi criada na Itália no século 16 e metade de todas as receitas de pizza criadas no Brasil, metade é produzida em São Paulo. No quesito produção, a cidade só fica atrás de Nova York quando trata-se da cidade que mais consome pizza no mundo. Estima-se que o mercado de pizzarias tenha um crescimento de 8% por ano, o que somava, de acordo com uma expectativa do ano de 2019, 40 mil pizzarias no Brasil.

Uma pesquisa feita pela Associação Pizzarias Unidas do Brasil mostra que com a pandemia, o aumento do faturamento dos comércios deste gênero tenha crescido 30%, em média, em algumas regiões do Brasil. De acordo com o estudo, metade destes estabelecimentos atendem somente com entregas, o conhecido delivery. Esses pedidos podem ser feitos através de aplicativos das próprias empresas ou plataformas como Ifood, Uber Beats, 99Food, entre outros. Nas cidades da região, a plataforma que atende os clientes é o Pedidos10.

Aumento do delivery – Essa mudança no comportamento das pessoas, causado pela pandemia, fez que os hábitos de consumo também tivessem alterações. Manuela Ritzmann, do Pedidos10, afirma que houve um crescimento na oferta de pizzas dentro da plataforma.

“Há uma evolução no crescimento e, a inovação faz parte da nossa missão. Proporcionar uma maior oferta de opções, está alinhada com a demanda crescente de nossa população”, comenta Manuela. A empresária afirma que pela pizza ser um dos pratos mais consumidos no Brasil e na região, houve o aumento de ofertas. Manuela confirma que os pedidos tornaram-se cada vez mais acessíveis.

Sobre a influência da pandemia no crescimento do consumo de pizzas, Manuela afirma que a pandemia favoreceu o crescimento das vendas. “Por ser uma comida, predominante para a família, fazer um pedido de delivery, se tornou muito mais que apenas uma refeição, mas sim um momento especial entre os membros da casa, em um período de isolamento social, bares e restaurantes fechados para o atendimento presencial, estar em família em casa se tornou essencial”, comenta a empresária.

João Padeiro, empresário de Piên, abriu uma pizzaria no ano de 2005. “A gente ia até São Bento nas pizzarias e um dia voltando da cidade, resolvi abrir uma pizzaria em Piên”, conta. João afirma que a abertura da Pizzaria Mendes nasceu com a vontade de oportunizar às pessoas do município a ter um espaço para que pudessem confraternizar e ter momentos de lazer.

O empresário afirma que mesmo com a pandemia, houve uma estabilidade na venda dos produtos e a nova modalidade de atendimento delivery. “Nós não tínhamos entregas, no início da pandemia, resolvemos abrir o sistema de entregas e conseguimos manter o mesmo percentual de vendas”, conclui.

João Padeiro afirma que a ideia é voltar a receber os clientes no espaço da pizzaria mas que o sistema de entregas deve continuar.



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email