sábado, 31
 de 
julho
 de 
2021

Municípios se organizam e vacinação nos trabalhadores do Ensino Superior ganha velocidade

A vacinação contra a Covid-19 em trabalhadores do Ensino Superior das instituições públicas e privadas ganhou velocidade nesta semana. As aplicações em professores e funcionários administrativos estão sendo feitas a partir da distribuição de 22.146 imunizantes produzidos pela Pfizer/BioNTech e 15.465 pela AstraZeneca/Fiocruz. Nesse momento, não estão incluídos professores e técnicos de polos de cursos ofertados na modalidade de Ensino a Distância (EaD).

As doses foram encaminhadas para 69 municípios de 21 Regionais de Saúde. Com essa quantidade, será possível imunizar cerca de 60% do grupo prioritário, levando em consideração a reserva técnica de 10% das doses para suprir possíveis perdas operacionais. De acordo com o Censo de Educação Superior de 2019, realizado pelo Ministério da Educação (MEC), o Paraná tem 57.110 profissionais nas instituições de ensino superior, entre professores e trabalhadores administrativos.

“O Governo do Paraná tem trabalhado para acelerar a vacinação para o maior número de pessoas. Ficamos felizes em ver os trabalhadores do Ensino Superior iniciando o processo de imunização. Isso nos dá esperança para que, quando for possível, tenhamos uma retomada segura das atividades presenciais nas nossas universidades”, destacou o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona.

“Nosso sentimento é de muita felicidade e expectativa pela imunização dos professores e agentes. A vacina é a única alternativa para a volta da normalidade”, acrescentou Fátima Padoan, reitora da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) e presidente da Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior (Apiesp).

A orientação do Plano Nacional de Vacinação é para que docentes e funcionários apresentem um documento que comprove a vinculação ativa com a instituição ou apresentem uma declaração emitida pela instituição de ensino. Os municípios estão fazendo as definições do escalonamento.

EXEMPLOS – Na Universidade Estadual de Maringá (UEM) a imunização começou na segunda-feira (14) para profissionais de 51 a 59 anos. O vice-reitor da universidade, Ricardo Dias Silva entrou na fila do Restaurante Universitário (RU) para receber a primeira dose e incentivar todos os servidores a se imunizar contra o novo coronavírus.

“Há muito tempo esperávamos pela vacina. A possibilidade de vacinar todos os nossos servidores é uma alegria muito grande”, disse. Na cidade de Maringá, o calendário de vacinação avança no decorrer da semana seguindo o escalonamento por idade.

Nesta terça-feira (15), professores e servidores administrativos das universidades públicas e privadas de Curitiba começaram a ser vacinados. Serão imunizados os profissionais com 50 anos completos ou mais. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recebeu 15.346 doses para atender os profissionais do ensino superior e também fará escalonamento por idade.

O cronograma já foi definido para trabalhadores de Cascavel, iniciando nesta terça e seguindo até quinta-feira. Em Guarapuava, a vacinação inicia por trabalhadores de 30 anos ou mais.

Nas cidades de Jacarezinho, Bandeirantes e Cornélio Procópio, campi da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), a primeira etapa de vacinação contra Covid-19 para os servidores das instituições de ensino superior será na quarta-feira (16).

AGENDAMENTO – Em Londrina, segundo maior município do Estado, a Secretaria Municipal de Saúde já abriu o agendamento. O passo a passo está disponível no site Cadastro Prévio Covid-19/Londrina para pessoas acima dos 40 anos.

O agendamento também está aberto para os profissionais das instituições de ensino superior da cidade de Ponta Grossa, nos Campos Gerais. A vacinação, que inicia nesta quarta-feira (16), será para a faixa etária de 40 e 52 anos. Na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) deverão ser vacinados 379 professores e 240 agentes universitários.

VACINÔMETRO – De acordo com o Vacinômetro do governo federal, até a tarde desta terça-feira (15) 6.665 profissionais do Ensino Superior já tinham sido imunizados com a primeira dose. Foram 4.528 mulheres e 2.137 homens. A faixa etária que mais recebeu foi entre 40 e 54 anos (3.496).

Via Agência Estadual de Notícias

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email