terça-feira, 27
 de 
fevereiro
 de 
2024

Histórica ponte centenária entre a Lapa e Campo do Tenente é revitalizada

Ponte do Rio da Várzea PR-427. Foto: DER
Esta semana foi retirado o antigo tabuleiro de concreto, que será substituído por um novo de gradil metálico. Investimento é de R$ 3,91 milhões na obra, que beneficiará mais de 56 mil moradores da região. Estimativa é que a estrutura tenha mais de 130 anos.

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) realizou esta semana a retirada do antigo tabuleiro de concreto da Ponte do Rio da Várzea, na PR-427, entre a Lapa (Região Metropolitana de Curitiba) e Campo do Tenente (Sul). A estrutura está ficando de cara nova, com drástica mudança resultante da limpeza e tratamento dos elementos metálicos.

O investimento é de R$ 3,91 milhões. A previsão é concluir a obra até junho, garantindo uma estrutura totalmente reformada e beneficiando mais de 56 mil moradores da região. Esta é uma das principais etapas do trabalhos de recuperação estrutural e manutenção da ponte na única rodovia de ligação entre os dois municípios.

A ponte tem 152,95 metros de extensão e largura de apenas 5,24 metros, que incluem calçada com 80 centímetros e pista única de 3,3 metros de largura. Histórica e centenária, a estrutura era utilizada como linha férrea até o início dos anos 60. Após a alteração do traçado da estrada de ferro, ela teve seus trilhos retirados e foi adaptada para ser incorporada à rodovia PR-427. É estimado que a estrutura tenha mais de 130 anos.

Em anos recentes, o tabuleiro de concreto havia apresentado deterioração, tendo sido interditada para reparos paliativos. Agora, um novo tabuleiro de gradil metálico, mais leve e exercendo menor pressão sobre a estrutura, será instalado no lugar das placas de concreto, garantindo maior vida útil à estrutura. Além disso, já foi iniciada a limpeza e tratamento de todos os elementos metálicos em não conformidade, que receberão também nova pintura.

O projeto contempla, ainda, uma nova passarela sudoeste alargada, novas lajes de transferência em ambos os lados da ponte, novos pórticos de proteção em suas entradas, tratamento da coluna inferior do primeiro encontro e da coluna central, substituição de toda a defensa metálica da ponte, nova sinalização e outros serviços de manutenção necessários.

A obra foi contratada pelo DER/PR no final de novembro, com a empresa encarregada iniciando, em dezembro, a mobilização de equipes, materiais e insumos e a implantação do canteiro de obras. Devido às comemorações de final de ano, a interdição da ponte foi adiada para janeiro, fato que, somado às constantes chuvas na região, permitiu maior avanço nos serviços somente em fevereiro.

BLOQUEIO – Placas alertando sobre o bloqueio total da obra foram instaladas na Lapa e em Campo do Tenente desde o início do ano, evitando que usuários sigam desnecessariamente até o local. Apesar dessas medidas de segurança, alguns motociclistas ignoravam o alerta e continuaram cruzando a ponte, colocando a si mesmos e aos funcionários da obra em perigo. Agora, sem o tabuleiro da ponte, a travessia de veículos é impossível.

À FRENTE PARANÁ – As obras na Ponte do Rio da Várzea fazem parte de um pacote de 20 editais do governo estadual que está revitalizando 195 pontes e viadutos em todo Paraná, com investimento estimado de R$ 118 milhões. Esse é o maior programa de reformas de obras de arte especiais (OAEs) da história do Estado, sendo uma das iniciativas do À Frente Paraná, pacote bilionário de investimentos em infraestrutura em diversas regiões do Paraná.

Fonte: AEN/PR

Ponte do Rio da Várzea PR-427. Foto: DER



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email